#Verificamos: É falso que aprovação de Bolsonaro chegou a 67% segundo pesquisa XP/Ipespe

Agência Lupa
·2 minuto de leitura
É falso que aprovação de Bolsonaro chegou a 67% segundo pesquisa XP/Ipespe - Foto: Marcos Correa/PR
É falso que aprovação de Bolsonaro chegou a 67% segundo pesquisa XP/Ipespe - Foto: Marcos Correa/PR

por SAMUEL COSTA

Circula nas redes sociais que, segundo pesquisa XP/Ipespe, 67% da população aprova a gestão do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Essa informação é atribuída à agência de notícias Estadão Conteúdo. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

É falso que aprovação de Bolsonaro chegou a 67% segundo pesquisa XP/Ipespe - Foto: Reprodução
É falso que aprovação de Bolsonaro chegou a 67% segundo pesquisa XP/Ipespe - Foto: Reprodução

“Pesquisa XP/Ipespe: aprovação do governo Bolsonaro sobe a 67%, maior nível desde maio/2019”
Título de texto publicado no site Notícias Agrícolas que, até as 14h do dia 17 de outubro, tinha sido compartilhado por mais de 100 pessoas no Facebook

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. Segundo a mais recente pesquisa XP/Ipespe, realizada entre os dias 8 e 11 de outubro, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tem a “avaliação positiva” de 39% da população. Por “avaliação positiva”, o instituto considera pessoas que consideram o governo bom ou ótimo. 28% dos eleitores consideram o governo regular e outros 31% consideram a atual gestão ruim ou péssima. Não há dados específicos de aprovação.

O conteúdo publicado no site Notícias Agrícolas é, na verdade, uma falsificação de uma reportagem do jornal O Estado de S.Paulo sobre a pesquisa – até mesmo a autoria do texto é atribuída ao Estadão Conteúdo, agência de notícias do grupo. O texto é uma cópia da reportagem do Estadão, que foi distribuída pela agência, com uma única frase inserida indevidamente no segundo parágrafo: “Na somatoria de otimo/bom + regular, a aprovação de Bolsonaro atinge 67% da população neste momento” (sic).

Em uma única frase, há dois erros de acentuação, em “somatório” e “ótimo”, e o símbolo “+” é usado no lugar palavra “mais”. Nada disso é comum em textos produzidos por agências de notícias profissionais. Além disso, não existe nada na metodologia da pesquisa da XP/Ipespe, ou em qualquer outra pesquisa de opinião, que diga que a aprovação equivale à soma das avaliações ótimo, bom e regular.

Em nota, o Estadão confirmou que jamais publicou a informação citada no texto. “O texto distribuído aos clientes do Estadão Conteúdo não contém a informação de que o presidente Jair Bolsonaro é aprovado por 67% na pesquisa, mas sim de que seu governo é considerado ótimo ou bom por 39%. O texto foi alterado sem conhecimento do jornal, e o crédito foi indevidamente mantido na publicação em questão”, informou o jornal.

Nota: ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌

Editado por: Chico Marés