De apresentação com Doni a capitão da UCL: nove anos de Henderson no Liverpool

Goal.com

Há nove anos, o Liverpool fazia uma das grandes contratações de sua história. Naquele momento, porém, ninguém poderia imaginar que Jordan Henderson seria um jogador tão importante para o clube nos anos seguintes.

Em 9 de junho de 2011, Henderson foi apresentado pelos Reds sem muito glamuor e como "apenas mais uma contratação" entre as nove que o clube fez para a temporada. Curiosamente, Henderson foi apresentado junto com um brasileiro: o goleiro Doni, que pouco jogou pelo time inglês.

Naquele dia, o Liverpool anunciou um "pacotão de reforços", que posaram para uma foto junto com o então treinador do clube, Kelly Dalglish: além de Henderson e Doni, Charlie Adam e Stewart Downing também foram apresentados.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio
Kenny Dalglish Liverpool Jordan Henderson Charlie Adam Alexander Doni Stewart Downing 2011
Kenny Dalglish Liverpool Jordan Henderson Charlie Adam Alexander Doni Stewart Downing 2011

Na época, o Liverpool pagou cerca de R$ 42 milhões para tirar Henderson do Sunderland. "Obviamente, é difícil deixar seu clube local. Sou um garoto de Sunderland, torci para eles a vida inteira. Mas estou realmente ansioso pelo futuro agora e, obviamente, esta é uma grande oportunidade para mim. Estou realmente empolgado com isso", disse ele em sua apresentação.

Com apenas 20 anos quando chegou aos Reds, ele foi contratado para ser um reserva de Steven Gerrard e, futuramente, substituí-lo. O grande ídolo deixou o clube em 2015 e deixou também a faixa de capitão justamente para o camisa 14, que ao longo dos anos se preparava para assumir a liderança do time.

Henderson prontamente assumiu este papel e é até hoje um dos grandes líderes e uma das maiores referências do Liverpool. Com 359 vestindo o uniforme dos Reds, o meio-campista já anotou 28 gols e conquistou quatro títulos, sendo três deles como capitão, incluindo a Liga dos Campeões de 2018-19.

Agora, Henderson e os Reds estão a apenas duas vitórias de mais um título: a Premier League, que volta já no próximo dia 17. Henderson pode se tornar o primeiro capitão de Anfield a erguer este troféu, o que nem mesmo Gerrard conseguiu.

Tais estatísticas contrastam com o dos outros apresentados naquela tarde. Somando as partidas Doni, Adam e Downing não chega perto dos números de Henderson: os três juntos somam 123 jogos. O brasileiro, por sua vez, foi o grande fiasco e atuou em apenas quatro oportunidades.

Se a ideia do Liverpool lá em 2011 era contratar um substituto para Gerrard, é seguro dizer que Henderson conseguiu isso com um grande êxito, marcando o seu próprio nome na história do clube e é um dos melhores jogadores do time na última década.

Leia também