Aprenda a interpretar os miados do seu gato

Publieditorial
·2 minuto de leitura
Aprenda a interpretar os miados do seu gato
Aprenda a interpretar os miados do seu gato

Embora os gatos prefiram se comunicar por meio da linguagem corporal, ao longo do tempo os felinos domesticados aprenderam que o miado é mais efetivo para chamar a atenção dos tutores. Assim, os sons emitidos pelos bichanos podem expressar diferentes sentimentos e desejos. A chave para interpretá-los da forma correta está em identificar o volume, a frequência e intensidade. A seguir, descubra quais são os miados mais comuns.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Curto e suave: saudação

O miado curto e suave é usado pelos gatos para cumprimentar o tutor que acaba de chegar da rua. É um sinal de que o pet está feliz em ver seu dono – ainda mais quando esse som vem acompanhado de um rabo para o alto e em movimento. O mesmo barulho pode ser reproduzido quando o felino está contente, por exemplo, com um novo brinquedo ou com os saborosos petiscos da WHISKAS®.

Leia também

Médio e suave: fome

A fome é um dos principais motivos para o gato miar. Aqui, o som reproduzido pelos bichinhos possui tom médio e é mais suave. Porém, o felino não para de emiti-lo até ver a comida na tigela. Às vezes, inclusive, essa comunicação oral vem acompanhada de corridas até o pote de ração.

Arrastado e agudo: atenção

Um miado arrastado e agudo pode ser interpretado como um pedido insistente do gato para que o tutor realize alguma necessidade. Limpar a caixa de areia ou colocar água fresca na tigela são alguns exemplos desses desejos. Neste contexto, o felino também pode esfregar o corpo e a cauda nas pernas de seu dono e até conduzi-lo ao local.

Longo e grave: irritação

Quando o gato está incomodado com algo ou estressado, ele pode emitir um miado longo e grave. Esse tipo de som costuma aparecer em idas ao veterinário e banhos forçados, por exemplo. O animal muito irritado também pode adotar uma postura defensiva. Aqui, o corpo se inclina, as orelhas ficam caídas para trás e o rabo grudado ao corpo, indicando um possível ataque.

Longo, alto e agudo: socorro

Quanto mais alto, agudo e longo for o miado do gato, mais atenção o tutor deve dar a ele. Isso porque é possível que o som indique que seu amigo está com alguma dor ou até mesmo uma doença. Mudanças no comportamento também apontam a presença de problemas, a exemplo de corpo arqueado e a falta de apetite. Se notar esses sinais, a dica é levá-lo ao veterinário.

Longo, sofrido e constante: cio

Este miado é bem conhecido, pois se assemelha a um grito ou choro de bebê. Na verdade, é apenas a forma que as gatas que estão no cio usam para atrair parceiros. O som é reproduzido constantemente até que ela encontre outro felino. É importante destacar, porém, que as fêmeas castradas não emitem tal barulho.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube