Aposentadoria da camisa 10: Santos recua após vídeo com pedido de Pelé

SANTOS, SP (FOLHAPRESS) - O Santos recuou na ideia de aposentar a sua camisa 10 após a morte de Pelé, que eternizou o número na passagem pelo clube, entre 1956 e 1974. Em uma entrevista antiga concedida pelo Rei do Futebol ao influencer Bolívia, que circula nas redes sociais, ele sugere permanecer com o número em uso.

"É melhor, talvez, deixar o número 10 porque aí o pessoal nunca vai esquecer", disse Pelé na ocasião.

"Há um vídeo antigo que chegou até nós em que o Pelé fala da vontade de manter a camisa 10. Mudou um pouco o conceito, agora. Deixamos para conversar com a família depois, agora nem é momento", explicou à reportagem o presidente Andres Rueda.

O Rei morreu nesta quinta-feira (29), aos 82 anos, de falência de múltiplos órgãos decorrente de um câncer no cólon.

"A entrevista muda um pouco a nossa visão sobre o assunto. No vídeo, o Pelé diz que tem que continuar usando. Está tudo em aberto, mas, por enquanto, seguiremos com a 10 normalmente", completou.

Antes de ter acesso ao vídeo, o dirigente havia afirmado em entrevista à rádio BandNews que proporia ao Conselho Deliberativo a aposentadoria da camisa e que, mesmo antes da decisão definitiva, o clube não utilizaria o item durante as primeiras competições do ano: a Copa São Paulo de Futebol Júnior e o Campeonato Paulista.

"Com esse entendimento da família (de Pelé), a gente vai propor para o Conselho que aposentem a camisa 10. Isso tem um trâmite burocrático, reunião de Conselho, aprovação... Enquanto isso, por um ato administrativo, a gente não vai mais utilizar a camisa 10 a partir de janeiro, esperando que vire uma decisão definitiva do nosso Conselho", havia afirmado Rueda.

O tributo ao Rei do Futebol divide opiniões entre conselheiros. Para uma ala, a homenagem é tardia e deveria ter acontecido ainda em vida. Alguns apontam que jogadores de pouca representatividade do clube já utilizaram o número, desvalorizando a homenagem.

"Eu, particularmente, sempre fui favorável. Acho que é uma excelente homenagem. Agora, porque isso não foi colocado antes... a opinião dos sócios é meio dividida, tem uma parte que quer que a camisa seja aposentada e outra grande parte não quer, que o fato dela estar presente vai sempre trazer a lembrança de que o Pelé está junto com o time jogando", argumentou o cartola.

No último ano, durante a discussão sobre a mudança de estatuto do clube, alguns conselheiros sugeriram a aposentadoria, mas a proposta não chegou a ser levada à votação.

Estatutariamente, a proposta ainda precisaria entrar na pauta para, posteriormente, ser votada e oficializada pelo Santos.

Em janeiro, o clube exibirá em seu escudo uma coroa em homenagem a Pelé, logo acima do distintivo. O símbolo foi posicionado entre as estrelas referentes aos títulos mundiais de 1962 e 1963, conquistados pelo clube nos anos dourados do Rei do Futebol.

A honraria foi proposta no novo estatuto do Santos, aprovado em novembro deste ano. Segundo o artigo 103 do documento, o clube passará a usar uma coroa sobre as estrelas dos títulos mundiais em todas as suas camisetas, "em homenagem permanente a Edson Arantes do Nascimento, o Rei Pelé".

A mudança vale para os times feminino e masculino, que usarão o novo brasão em jogos de futebol profissional e amador, além do futsal.