'Tenho duas escolhas: ou me abater ou dar a volta por cima', diz Scarpa

Gustavo Scarpa durante o Dérbi de sábado, no Pacaembu (Foto: Cesar Greco)
Gustavo Scarpa durante o Dérbi de sábado, no Pacaembu (Foto: Cesar Greco)


O pênalti perdido por Gustavo Scarpa mudou o rumo do Dérbi no Pacaembu, e fez o meia ser vaiado pela torcida do Palmeiras. Depois do empate em 1 a 1, o jogador disse que precisa ter calma para se recuperar do erro.

- O goleiro teve mérito, infelizmente não terá jogo na semana para pegar confiança de novo. Eu preciso ter a cabeça boa. Tenho duas escolhas: ou me abater ou dar a volta por cima. Preciso continuar dando o meu melhor - afirmou.

-> Confira a classificação do Campeonato Brasileiro e use o simulador

O lance foi aos 31 minutos do segundo tempo, quando a partida ainda estava 0 a 0. Após a análise do VAR, ficou constatado o toque da bola na mão de Manoel dentro da área, e Gustavo Scarpa pegou a bola para cobrar. Walter defendeu no canto direito.

Artilheiro do Verdão no ano com 13 gols, o meia é quem costuma cobrar penalidades. Para Mano Menezes, o lance poderia ter evitado, inclusive, o gol do Corinthians, já nos acréscimos.

- Eu não tenho bola de cristal, mas (o pênalti) poderia (ter mudado o jogo), tal era a superioridade que tínhamos. Certamente não tomaríamos o contra-ataque tão aberto, que foi o lance que originou o escanteio, e o Michel acertou aquele chute. Mas o futebol é assim - ponderou.

- Em um momento como aquele, a penalidade máxima precisa ser convertida. Essa é a regra do jogo. Um clássico. É fundamental para tentar construir mesmo a sua vitória. Mas às vezes o futebol é duro. Já vencemos quando o nosso goleiro pegou um pênalti. Vento que venta lá, venta cá - completou.

Com 67 pontos, o Palmeiras é o segundo colocado do Brasileiro e volta a jogar apenas no domingo que vem, contra o Bahia, na Fonte Nova.














Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também