'Predestinado' no Corinthians, Jadson tenta seguir média: um título por ano

Gabriel Carneiro

Jadson não voltou ao Corinthians pelo "último contrato da carreira". Mesmo aos 33 anos, o jogador sempre pontuou em suas declarações que a busca por objetivos profissionais era a principal motivação de seu acordo válido por duas temporadas. Neste domingo, apenas três meses depois de iniciar sua segunda passagem pelo Timão, o meia pode conquistar o Campeonato Paulista e manter uma média expressiva: um título por temporada como profissional.

Desde que estreou no futebol, em junho de 2003, Jadson defendeu cinco clubes (Atlético-PR, Shakhtar Donetsk, São Paulo, Tianjian Quanjian e Corinthians). Em 15 temporadas incompletas de carreira, são 14 títulos - a conta não considera dois torneios que jogou pela metade na Ucrânia, mas estas conquistas só elevariam a estatística. Ou seja, o Paulistão pode ser a 15ª taça erguida por Jadson no futebol profissional em 15 anos de carreira, representando a média de um título por ano. E também o segundo em duas passagens pelo Timão.

- Estou feliz de poder ajudar a equipe jogando um bom futebol, ajudando os companheiros, voltando e tendo a oportunidade de ser campeão novamente. Tenho que agradecer a Deus, minha família, torcedores do Corinthians, comissão, Carille, grupo de jogadores. Ninguém faz nada sozinho - diz o meia.

Jadson, inclusive, tem a chance de coroar o 15º título da carreira como capitão do Corinthians no Campeonato Paulista. Como publicou o LANCE!, ele é um dos principais candidatos à possível missão de erguer a primeira taça conquistada na Arena de Itaquera. E tudo isso com outro elemento que chama atenção: ele é o camisa 77, em tributo aos 40 anos do título que tirou o Corinthians do jejum. E justamente contra a Ponte Preta.

O Estadual é um dos títulos em cenário nacional que Jadson ainda não possui. Ele venceu o Brasileirão pelo Corinthians (2015), a Sul-americana pelo São Paulo (2012) e a Copa das Confederações pela Seleção Brasileira (2013) . Além disso, foi campeão ucraniano cinco vezes (2005, 2006, 2008, 2010 e 2011), duas vezes da Supercopa da Ucrânia (2008 e 2010), duas vezes da Copa da Ucrânia (2008 e 2011), uma vez da Copa da Uefa (2008/2009) e mais uma da Segunda Divisão da China (2016). O estafe do meia ainda põe na conta a Copa Eusébio de 2013 pelo São Paulo e mais uma edição do Ucraniano e da Copa da Ucrânia, que Jadson não completou por conta da transferência para o futebol brasileiro.

Em 2017, Jadson disputou 15 partidas pelo Corinthians, sendo 14 como titular. Ele tem três gols, três assistências e é um dos mais eficientes do clube na temporada.









E MAIS: