'Palmeirense' Chael Sonnen defende Felipe Melo após briga: "Queria ajudá-lo"

Antigo desafeto de Anderson Silva no UFC, Chael Sonnen demonstrou simpatia pelo Palmeiras em 2012, quando o lutador brasileiro ainda era patrocinado pelo Corinthians, e parece que norte-americano ainda não esqueceu o clube paulista.

Quase sete anos depois, o "Falastrão" surpreendeu ao demonstrar apoio ao volante Felipe Melo, pivô da confusão depois da vitória do Alviverde sobre o Peñarol por 3 a 2, na última quarta-feira (26), pela Copa Libertadores.

“Sim, eu continuo assistindo aos jogos do Palmeiras. Vi a luta no gramado pela Libertadores. Não acho que o Felipe Melo seja um bom lutador, mas acho que o provocaram para fazer o que vez. Eu queria poder ter estado lá para ajudá-lo”, disse em entrevista à Fox Sports.

Felipe Melo Nahitan Nandez Penarol Palmeiras Libertadores 26042017

Com duelo marcado para o dia 24 de junho, quando encara Wanderlei Silva na luta principal do Bellator 180, Sonnen muda o tom ao falar de seu adversário. 

"Não estou preparado para levar um chute na bunda neste momento, mas vou fazer o mesmo com ele. Eu vou ser competitivo dentro das regras, vou deitá-lo no chão, ter total controle sobre ele, me levantar e ir para casa", finalizou.

O resultado conquistado no Uruguai deixou o Palmeiras confortável no grupo 5 da Copa Libertadores da América. Líder da chave com 10 pontos em quatro jogos, o atual campeão nacional precisa de apenas um ponto, nas duas rodadas finais, para avançar às oitavas de final da competição.

VEJA TAMBÉM: