Após dizer que técnicos brasileiros estão ultrapassados, Neto sugere a Jorge Jesus que cale a boca

Yahoo Esportes
(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

A declaração de Jorge Jesus sobre os técnicos brasileiros estarem ultrapassados taticamente continua repercutindo no meio esportivo. Neto não gostou das palavras do português e mandou um recado duro para o treinador do Flamengo na abertura de “Os Donos da Bola” da última quinta-feira. O ex-jogador afirmou que Jesus não é ninguém perto dos grandes treinadores brasileiros e pediu que ele calasse a boca.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“Jorge Jesus, como você pode falar do Parreira, do Carille, do Muricy Ramalho, do Mano, do Felipão? Você, perto do Felipão, é perna de anão, você não é ninguém, tecnicamente como treinador. Você tem três títulos portugueses pelo Benfica. O cara que vai treinar o Benfica, se ele não for campeão português, não dá! Quem é você, como treinador, para falar, por exemplo, do Tite? Campeão da Libertadores invicto, campeão do mundo, campeão brasileiro e da Copa do Brasil, campeão de tudo! Você não é ninguém para falar isso. Até porque, se você ganhar a Libertadores, aí você vai ter um grande título. Até o momento, você não tem nenhum grande título. Vocês sabem qual foi o último título dele? A Super Taça da Arábia”, ironizou Neto.

Leia também:

O apresentador reconheceu que Jesus é um bom profissional, mas voltou a criticá-lo por não ter conquistado nenhum título de expressão. “Eu não estou dizendo que você não é bom treinador, mas você não ganhou nada. O Carille, em dois anos e oito meses, é campeão Brasileiro, tri paulista e pode ser campeão da Sul-Americana e está em quarto lugar no Campeonato Brasileiro. O seu time já saiu da Copa do Brasil e você não foi o campeão do Carioca", falou.

Por fim, Neto sugeriu que o técnico do Flamengo explicasse melhor a sua afirmação. “Então, Jorge Jesus, vem, marca uma coletiva e fala que você falou isso há um ano, que depois que veio para o Brasil, pensa diferente. O que você tem como título não te garante como treinador de ponta. E não é aqui no Brasil, porque você não ganhou nada aqui. Diga-se de passagem, seu contrato vai até julho, se você fosse tão bom mesmo, você faria contrato de três anos. Então você podia calar a sua boca”, disparou.

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter


Leia também