'Cowboy' revela que UFC o proibiu de realizar "sonho" de competir em Barretos

AgFight

Alex Oliveira não carrega o apelido de ‘Cowboy’ à toa. Antes de entrar no UFC, o carioca cuidava de animais de fazenda e tinha um sonho: competir na ‘Festa do Peão de Barretos’, que ocorre anualmente no interior de São Paulo. Em busca do seu objetivo, ele chegou a morar durante um ano na cidade paulista, mas, sem patrocínio ou incentivo, jamais conseguiu participar do rodeio.

Deste modo, a vida tomou outro rumo e ‘Cowboy’ se tornou lutador da maior organização de MMA do planeta, mas o que ele não esperava era que a fama adquirida no octógono lhe proporcionasse a oportunidade de realizar o antigo sonho de montar em Barretos. No entanto, devido aos riscos da prática, o Ultimate não permitiu que ele competisse no rodeio, conforme relatou em entrevista à Ag. Fight.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“Não fui mais para frente porque não tive um patrocínio, uma ajuda, para buscar ser um dos melhores do mundo no rodeio. Eu não era peão só de boca, que só usa chapéu e cinto de fivela não. Montava em boi, ia no curral tratar dos bichos, coisas que peão faz mesmo. Montava cavalo bravo… Algumas coisas eu faço até hoje, só não posso mais montar em boi. O UFC me proibiu. Eu consegui uma oportunidade de montar em Barretos e eles me proibiram”, contou o meio-médio (77 kg).

“Conheci no Rio de Janeiro um rapaz da organização de Barretos, trocamos telefone. Ele me convidou para montar esse ano. Era o meu sonho montar em Barretos. Morei lá um ano e não tive a oportunidade. Mas o UFC não permitiu, porque é perigoso. (…) Depois que eu me aposentar não pretendo voltar a montar em boi. A minha oportunidade era agora nessa época, porque é uma profissão muito perigosa. Quando me aposentar, vou mexer com as minhas vacas na fazenda e vida que segue”, completou.

Aos 30 anos, Alex ‘Cowboy’ enfrentará Gunnar Nelson no UFC 231, que será realizado no próximo sábado (8), em Toronto (CAN), onde ele poderá alcançar a marca de 20 triunfos como lutador profissional de MMA. Além das atuais 19 vitórias, o carioca também acumula cinco derrotas, um empate e duas lutas sem resultado em seu cartel.

Leia também