Após aglomerações, BH volta a proibir torcida nos estádios

·2 minuto de leitura
BELO HORIZONTE, BRAZIL - AUGUST 18: Fans of Atletico MG cheer their team during a quarter final second leg match between Atletico Mineiro and River Plate as part of Copa CONMEBOL Libertadores 2021 at Mineirao Stadium on August 18, 2021 in Belo Horizonte, Brazil. (Photo by Yuri Edmundo-Pool/Getty Images)
BELO HORIZONTE, BRAZIL - AUGUST 18: Fans of Atletico MG cheer their team during a quarter final second leg match between Atletico Mineiro and River Plate as part of Copa CONMEBOL Libertadores 2021 at Mineirao Stadium on August 18, 2021 in Belo Horizonte, Brazil. (Photo by Yuri Edmundo-Pool/Getty Images)
  • A Prefeitura de Belo Horizonte voltou a proibir torcida nos estádios

  • Decisão foi tomada após cenas de aglomeração nos jogos de Atlético-MG e Cruzeiro nesta semana

  • Torcedores desrespeitaram protocolos de segurança contra a Covid-19

A Prefeitura de Belo Horizonte voltará a proibir público nos estádios após flagrante de aglomerações e desrespeito às normas de segurança contra o coronavírus nos jogos do Atlético-MG, pela Libertadores, e do Cruzeiro, pela Série B do Campeonato Brasileiro, ambos realizados o Mineirão.

Segundo reportagem do Globo Esporte, a administração municipal divulgou neste domingo (22) o cancelamento da reunião agendada para segunda-feira com representantes do Mineirão e dos clubes de futebol.

Leia também:

Após análise dos dois eventos-teste realizados na última semana, a decisão foi tomada pelo Comitê de Enfrentamento à Covid-19 diante do descumprimento das regras e dos protocolos estabelecidos para a realização das partidas. Uma publicação na próxima edição do Diário Oficial do Município irá oficializar nova proibição de torcida nos estádios da capital mineira.

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), criticou as aglomerações e o descumprimento de protocolos durante a partida entre Atlético-MG e River Plate (ARG). No dia seguinte ao jogo, disse que o experimento de volta ao estádio "não passou no teste".

"Do jeito que está não vai ter, não. Isso foi um acerto entre o Mineirão e o Atlético. Primeiro, foi bom o resultado, todo mundo sabe, nunca escondi meu coração atleticano para ninguém, mas quando eu vi aquela cena no Mineirão eu desesperei, ontem mesmo entrei em contato com o secretário de Saúde", afirmou Kalil em entrevista à TV Globo.

Com cerca de 17 mil ingressos vendidos, o que se viu no entorno do Mineirão foram vários pontos de aglomeração da torcida antes do jogo. Com a bola rolando, nada mudou. Concentração de público em alguns setores, pouco distanciamento social e um número grande de torcedores sem usar máscaras.

Por isso, horas antes da partida do Cruzeiro, novas regras foram definidas em uma reunião teve presença dos clubes de futebol, da Minas Arena, que administra o Mineirão, e de membros da prefeitura, como o secretário de Saúde, Jackson Machado, e o secretário de Segurança e Prevenção, Genilson Zeferino.

Confira a nota divulgada pela PBH, divulgada pelo Globo Esporte:

"A Prefeitura de Belo Horizonte informa que a reunião desta segunda-feira, com representantes do Mineirão e dos clubes de futebol, foi cancelada.

Será publicada na próxima edição do Diário Oficial do Município portaria que proíbe torcida nos estádios da capital.

Após análise dos dois eventos teste realizados na última semana, a decisão foi tomada pelo Comitê de Enfrentamento à Covid-19 diante do descumprimento das regras e dos protocolos estabelecidos para a realização das partidas".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos