Após 8 horas de reunião, São Paulo e Daniel Alves rescindem contrato

·1 minuto de leitura
Daniel Alves pretende se empregar o mais rápido possível, para não perder espaço na seleção brasileira (Pedro Vilela/Getty Images)
Daniel Alves pretende se empregar o mais rápido possível, para não perder espaço na seleção brasileira (Pedro Vilela/Getty Images)

Terminou por volta das 22h30 desta quarta-feira uma reunião entre representantes do São Paulo e Daniel Alves que selou a rescisão do contrato entre as partes - o vínculo só terminaria em dezembro de 2022. Desta maneira, o lateral está livre para fechar com Flamengo, Palmeiras ou com quem bem quiser.

O Blog apurou que o rompimento vai garantir uma economia milionária ao Tricolor. Incluindo as dívidas atuais e salário, luvas, 13º e férias até o fim do vínculo, o passivo se aproximava de R$ 56 milhões. 

Leia também:

Daniel Alves vai receber 100% dos R$ 15 milhões pendentes em luvas (prêmio pela assinatura do contrato) e conseguiu incluir uma pequena parte da que teria direito nos 16 meses restantes do acordo. Importante: o pagamento será feito de forma parcelada a partir de janeiro de 2022. 

Os outros R$ 6 milhões pendentes em relação às comissões dos empresários de Daniel Alves não entraram no acordo. O anúncio da rescisão de forma oficial está previsto para esta quinta-feira.

Nos últimos dias, o campeão olímpico foi oferecido a Palmeiras e Flamengo. No Verdão, a coisa não avançou. Já no Rubro-Negro, existem conversas em andamento.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos