Após 45 dias sem água, Silvana Lima volta a se preparar para as Olimpíadas

Yahoo Esportes
Silvana Lima já retomou treinos pensando nas Olimpíadas (Divulgação)
Silvana Lima já retomou treinos pensando nas Olimpíadas (Divulgação)

Com a estreia do surfe nas Olimpíadas, Silvana Lima reforçaria seu posto de melhor surfista da história do Brasil ao representar o país em Tóquio junto a Tatiana Weston-Webb, mas com o adiamento dos Jogos por causa da pandemia do novo coronavírus, a coroação ficou para o ano que vem.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Recentemente, a cearense falou sobre a expectativa e a preparação em entrevista ao Yahoo Esportes.

Silvana passou a quarentena em sua casa, no bairro do Recreio, no Rio de Janeiro, e chegou a ficar 45 dias sem poder surfar, focando bastante em trabalho funcional.

Leia também:

"Durante esses 45 dias, fiz mais trabalho funcional em casa, já que não tenho a estrutura de uma academia", afirmou. "Tenho aqui elástico, kettlebell e uma barra de peso. É pouco, mas ajudou bastante. Além disso, sessões de alongamento também foram muito importantes. Assim deu para segurar a onda."

A surfista concorda com o adiamento das Olimpíadas e ainda lembrou que o surfe não havia decidido completamente os atletas que disputariam o torneio.

"Vendo como o mundo parou, realmente não tinha como as Olimpíadas serem esse ano. Agora que as coisas estão voltando um pouco a normal, podendo ir para a academia e surfar, estamos começando a preparação", disse a surfista que foi duas vezes vice-campeã mundial.

O surfe olímpico teria 20 homens e 20 mulheres. Nos dois casos já foram decididos 15 participantes, com as cinco vagas restantes sendo disputadas nos Jogos Mundiais de Surfe, que estavam agendados para o mês de maio, em El Salvador, mas o torneio acabou sendo adiado por causa da pandemia.

No início do mês, a surfista foi eleita a melhor atleta brasileira da história do surfe, em eleição realizada pelo jornal O Globo com participação de 30 jornalistas.

"Me sinto amarradona, muito feliz", disse a surfista sobre o posto. "Tive bastante força de vontade e quero cada vez mais melhorar meu nível de surfe. Já tive muitos altos e baixos, mas tive bastante força de vontade e muitas pessoas e padrinhos que me ajudaram durante a carreira, então também dedico a eles e a todos que torcem por mim".

Recomendação para a quarentena

Durante as entrevistas no isolamento social, o Yahoo Esportes pede que os atletas sugiram livros, filmes ou séries que eles estejam usando para passar o tempo. Com a palavra, Silvana Lima:

O que eu tenho assistido no momento é a série O Último Guardião.

Leia também