Apodi sofre agressão na saída da Arena Condá

Apodi foi titular na vitória por 2 a 0, sobre o São Paulo, no último domingo - Divulgação

Como se a derrota para o Lanús, pela Libertadores, não fosse o suficiente, Apodi sofreu mais uma vez. Nesta sexta-feira, o jogador foi agredido com socos pelo empresário Norberto Arruda quando estava prestes a deixar a Arena Condá e seguir em direção ao CT Água Amarela, onde os jogadores da Chapecoense se reapresentaram.

Na saída do estádio, onde os atletas realizaram uma sessão de fotos para o álbum do Campeonato Brasileiro, o empresário aguardava Apodi, que foi questionado sobre uma dívida. Após alguns minutos de conversas, Norberto Arruda deu socos no rosto do jogador.

No momento da agressão, jogadores como Nenén, Reinaldo e Moisés também passavam pelo local e tentaram apartar a briga junto aos seguranças. Após o incidente, Apodi seguiu com seus compromissos e treinou com o resto do time no CT, mas se dirigiu à uma delegacia, em seguida, para registrar um boletim de ocorrência.

Norberto de Arruda já atuou em clubes como Grêmio e Internacional, durante sua carreira como jogador. O empresário já havia ido ao hotel onde a Chapecoense se hospeda na véspera das partidas, porém, não conseguiu encontrar o jogador. Em nota, o Verdão do Oeste declarou seu apoio à Apodi.

NOTA DE ESCLARECIMENTO:

A Associação Chapecoense de Futebol esclarece que o jogador Apodi foi agredido na saída da Arena Condá no início da tarde de hoje.

O jogador tomou as providências cabíveis logo após ocorrido.

O Clube comunica em tempo que dará todo apoio necessário ao atleta.
















E MAIS: