Apesar do mau momento, Diniz diz não se sentir pressionado no Santos

·1 minuto de leitura


O Santos não vive um dos seus melhores momentos na temporada. O time treinador por Fernando Diniz foi eliminado da Copa Sul-Americana pelo Libertad, na quinta-feira, e não vem bem nos últimos jogos do Brasileirão.

O Peixe havia vencido na Vila Belmiro por 2 a 1, mas foi derrotado no Paraguai por 1 a 0 e foi eliminado pelo gol que sofreu em casa.

Já no Campeonato Brasileiro, o Santos ocupa uma posição modesta. Está em 11º lugar com 22 pontos, 5 vitórias, 5 derrotas e 7 empates. Marcou 19 gols e levou outros 19, o que da um saldo de 0.

Neste domingo (22), ganhava o jogo até os minutos finais, quando levou o gol de empate de Yuri Alberto, do Internacional.

Apesar dos resultados ruins, o técnico Fernando Diniz assegurou que não se sente pressionado no cargo, e que vê o trabalho no dia a dia como "solução" para os problemas.

"Não me sinto pressionado. É continuar trabalhando pelo desempenho que a gente fica mais perto de ganhar", comentou Fernando Diniz.

+ Veja no aplicativo do LANCE! o resultado dos jogos da rodada

Segundo Diniz, o time se comportou bem contra alguns adversários do Brasileirão em que não obteve êxito, como no caso do jogo contra o próprio Internacional.

"Tudo precisa de tempo, e o campeonato não para, jogo em cima de jogo, agora já temos uma decisão na quarta-feira. O time é jovem, mas hoje, especificamente, foi bem, assim como Atlético-GO, Sport, América-MG e Fluminense", lembrou.

"O time não era para estar nessa condição no Campeonato Brasileiro. Temos que insistir e ganhar jogos. Hoje o desempenho foi para ganhar. Faremos de tudo para voltar a vencer e avançar também na Copa do Brasil", explicou o treinador.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos