Apesar de lesão, Djokovic vence Dimitrov e vai às oitavas do Aberto da Austrália

Mesmo limitado devido a uma lesão na perna, o sérvio Novak Djokovic avançou para as oitavas de final do Aberto da Austrália neste sábado após derrotar o búlgaro Grigor Dimitrov em três sets por 7-6 (9/7), 6-3 e 6-4.

Os erros do amigo balcânico e a segurança dos golpes foram suficientes para que o número cinco do mundo vencesse a partida em que precisou de atendimento médico várias vezes e desistiu de várias corridas para evitar maiores danos.

Talentoso, mas irregular, Dimitrov (nº 28) havia vencido apenas uma das dez partidas disputadas contra Djokovic, mas era até então o adversário mais difícil para o sérvio, com o agravante de enfrentar a lesão.

Ciente de suas limitações, Djokovic entrou na Rod Laver Arena de Melbourne Park disposto a resolver rapidamente a tarefa: quebrou o saque de Dimitrov no primeiro game e se manteve à frente no placar na maior parte do set.

Mas no momento decisivo, com o placar em 5 a 3, não conseguiu aproveitar três set points e no game seguinte cedeu o saque para Dimitrov, que havia começado a calibrar melhor seus golpes de direita e o backhand.

Depois de salvar três set points, Djokovic finalmente prevaleceu no tie-break, finalizando uma jogada de 18 golpes com um voleio da rede.

Com claro desconforto físico aos 77 minutos de jogo, ele comemorou a vitória parcial se deitando no chão, exausto, antes de ir para o banco e receber do fisioterapeuta uma massagem nas pernas.

"O ponto de virada para nós dois foi o primeiro game. Conseguir uma quebra logo cedo foi importante para mim. Não sabia como me sentiria fisicamente, estava subindo e descendo", explicou.

Djokovic não deu chances no segundo set, em que lhe bastou evitar erros e quebrar o sexto game.

A partida parecia resolvida até que no meio do terceiro set o desconforto físico do sérvio reapareceu, ao esticar a perna entre um saque e outro e mais uma vez precisou de atendimento médico no banco.

Mesmo assim, as duas quebras de vantagem obtida lhe deram margem para garantir a classificação para as oitavas.

"Foi uma batalha incrível, 3 sets em 3 horas. Agora é descansar e se preparar para a próxima", disse Djokovic, que enfrentará o australiano de pai uruguaio e mãe espanhola Alex de Minaur (nº 24).

dbh/psr/aam