Apesar de derrota, Eduardo Baptista vê Palmeiras "maduro" para mata-mata

O Palmeiras perdeu por 1 a 0 para a Ponte Preta, gol de William Pottker. O fim da invencibilidade de oito jogos não incomodou o técnico Eduardo Baptista, que analisou o confronto, lamentou a falta de chances de gol e elogiou a estreia de Hyoran, jovem meia de 23 anos.

"Conseguimos construir coisas boas, mas não finalizamos. Desperdiçamos chances, tivemos o domínio, a Ponte tinha a bola só no contra-ataque rápido com o Pottker, tivemos a infelicidade de tomar o gol, mas tivemos chances reais mesmo com um a menos. Faltou um pouco ser mais agudo, ter mais presença de área para fazer o gol", afirmou Eduardo Baptista.

"Vejo um time mais maduro, um time que ganha opções. O último jogador que queria observar em jogo entrou hoje, o Hyoran. É mais um atleta que você ganha, com mais uma característica diferente. São jogadores agora fisicamente preparados. Entraremos muito forte neste mês de abril", acrescentou ele.

Willian Pottker Ponte Preta Palmeiras Paulista 29032017


(Foto: Palmeiras/Divulgação)

VEJA TAMBÉM:
Zico critica CBF e federações | Cartoon do Dia | James melhor com a Colômbia

"O Hyoran é um meia de ligação, consegue chegar, vir buscar a bola, dá o passe e entra com velocidade, tem características diferentes. Entrou em um momento difícil em que tinha de armar e marcar. Ele supriu e nem parecia que a gente tinha um a menos. Por um pouco mais de sorte faria o gol, mas para a primeira partida oficial é bom, ganhamos um cara importante para a reta final", apontou ele.

"A gente criou algumas situações de beirada, faltou invadir mais a área da Ponte Preta. A bola passou na frente do Aranha três vezes. Faltou pisar para finalizar", lamentou o técnico.

Na próxima fase, nas quartas de final do Paulistão, o Verdão enfrentará o Novorizontino. A primeira partida será fora de casa, neste fim de semana, e o jogo de volta, no seguinte.