Apesar das críticas, Odair Hellmann possui o melhor aproveitamento dos técnicos do Santos na gestão Rueda

Treinador foi anunciado pelo Santos no final do ano passado (Foto: Ivan Storti / Santos FC)


Odair Hellmann foi anunciado como treinador do Santos em novembro do ano passado. Após muito tempo de trabalho, o comandante não conseguiu encantar o torcedor. No estadual, não se classificou para a fase mata-mata. Pela Copa do Brasil, conseguiu duas vitórias contra equipes menos expressivas. De qualquer maneira, Odair Hellmann possui o melhor aproveitamento entre todos os treinadores contratados na gestão Rueda.

Com 47,6% de aproveitamento, Odair Hellmann está na frente dos outros seis treinadores que foram colocados no cargo pelo atual presidente do Peixe.

+ Estudo aponta os elencos mais valiosos do mundo; veja as posições dos times brasileiros

Mesmo assim, vale lembrar que Odair não passou por competições com adversários mais gabaritados, como o Campeonato Brasileiro. Este número escancara a dificuldade dos treinadores em guiar o elenco do Alvinegro Praiano às vitórias. Nenhum comandante santista dos últimos três anos passou de 50% de aproveitamento, com exceção de Cuca (51,1%) que foi contratado pela gestão de José Carlos Peres.

No meio de tudo isso, Odair Hellmann já é o quarto treinador com mais jogos durante o mandato do presidente Andres Rueda. Ele só fica atrás de Fabián Bustos, Fernando Diniz e Fábio Carille. Confira abaixo o aproveitamento completo dos técnicos deste período.

RENDIMENTO DOS TREINADORES DO SANTOS NA GESTÃO RUEDA

Ariel Holan - 41,6% de aproveitamento (4 vitórias, 3 empates e 5 derrotas)
Fernando Diniz - 45,7% de aproveitamento (10 vitórias, 7 empates e 10 derrotas)
Fábio Carille - 45,7% de aproveitamento (10 vitórias, 7 empates e 10 derrotas)
Fabián Bustos - 42,5% de aproveitamento (8 vitórias, 13 empates e 8 derrotas)
​Lisca - 37,5% de aproveitamento (2 vitórias, 3 empates e 3 derrotas)
Orlando Ribeiro - 36,1% de aproveitamento (4 vitórias, 1 empate e 7 derrotas)
Odair Hellmann - 47,6% de aproveitamento (5 vitórias, 5 empates e 4 derrotas)