Apesar da derrota, Szczesny comemora classificação e bate recordes pela Polônia na Copa do Mundo

Szczesny teve uma grande atuação, mas não evitou a derrota da Polônia (Kirill KUDRYAVTSEV / AFP)


Apesar da derrota para a Argentina, a Polônia garantiu uma vaga nas oitavas de finais da Copa do Mundo do Qatar. A vaga muito se deve ao goleiro Szezcsny, que foi responsável por defender dois pênaltis nesta primeira fase, um deles contra nada menos que o craque Lionel Messi. A seleção avançou no saldo de gols e eliminou o México.

Com 1,96m, o jogador da Juventus é o arqueiro com mais defesas na Copa do Mundo: 22, sendo sete difíceis e 15 normais. Além disso, o goleiro bateu o recorde de intervenções em um só jogo no Mundial até aqui. Foram 12 defesas, o que evitou uma possível goleada da Argentina e a eliminação.

Vale lembrar que além do pênalti de Lionel Messi, o arqueiro já havia defendido a cobrança de Salem Al-Dawsari na vitória por 2 a 0 sobre a Arábia Saudita. Neste Mundial, o maior número de defesas em uma única partida havia sido do japonês Gonda, que fez sete na histórica virada contra a Alemanha, e do sérvio Milinkovic-Savic, que defendeu o mesmo número de finalizações no revés para o Brasil.

- Pela primeira vez, estou feliz por perder – disse Szczesny

+ Confira e simule a tabela da Copa do Mundo

Ao defender o pênalti de Messi, o arqueiro polonês se tornou o terceiro goleiro a pegar dois pênaltis no mesmo Mundial (contando apenas bola rolando). Brad Friedel, dos Estados Unidos, em 2002, e Jan Tomaszewski, da Polônia, em 1974, foram os outros dois arqueiros.

Por fim, o jogador fez nove defesas só no primeiro tempo contra os hermanos. Esse número é maior do que na soma dos jogos inteiros contra México e Arábia Saudita, que foram oito.