Apesar da derrota em Viena, Djokovic segue no topo da ATP

·2 minuto de leitura
Novak Djokovic celebra vitória sobre o espanhol Pablo Carreno nas quartas de final de Roland Garros
Novak Djokovic celebra vitória sobre o espanhol Pablo Carreno nas quartas de final de Roland Garros

O sérvio Novak Djokovic continua firme no topo do tênis mundial, apesar de sua surpreendente eliminação nas quartas-de-final do torneio de Viena, de acordo com o ranking da ATP publicado na segunda-feira. 

Djoko, que sofreu a derrota mais dura de sua carreira em uma partida contra o italiano Lorenzo Sonego (6-2, 6-1), tem 1.980 pontos a mais que o segundo colocado, o espanhol Rafael Nadal. 

Como Nadal provavelmente não participará do torneio de Sofia na próxima semana, Djokovic tem tudo para terminar 2020 como número 1 pela sexta vez em sua carreira, repetindo o feito do americano Pete Sampras (nº 1 entre 1993 e 1998). 

No Top 20, o russo Daniil Medvedev, novo 5º, e o grego Stefanos Tsitsipas, 6º, trocaram de posições.

Já Thiago Monteiro, o brasileiro melhor classificado no ranking, caiu duas posições e agora é o número 80 do mundo.

- Classificação ATP publicada nesta segunda, 2 de novembro:

1. Novak Djokovic (SER) 11.830 pts

2. Rafael Nadal (ESP) 9.850

3. Dominic Thiem (AUT) 9.125

4. Roger Federer (SUI) 6.630

5. Daniil Medvedev (RUS) 5.980 (+1)

6. Stefanos Tsitsipas (GRE) 5.925 (-1)

7. Alexander Zverev (ALE) 5.015

8. Andrey Rublev (RUS) 3.839

9. Diego Schwartzman (ARG) 3.285

10. Matteo Berrettini (ITA) 3.075

11. Gaël Monfils (FRA) 2.860

12. Denis Shapovalov (CAN) 2.830

13. Roberto Bautista (ESP) 2.710

14. David Goffin (BEL) 2.555

15. Pablo Carreño (ESP) 2.400

16. Fabio Fognini (ITA) 2.400

17. Milos Raonic (CAN) 2.265

18. Grigor Dimitrov (BUL) 2.260 (+2)

19. Karen Khachanov (RUS) 2.245 (-1)

20. Stan Wawrinka (SUI) 2.230 (-1)

...

22. Christian Garín (CHI) 2.170

41. Guido Pella (ARG) 1.310 (-3)

46. Albert Ramos (ESP) 1.165

57. Pablo Andújar (ESP) 1.024 (-1)

62. Fernando Verdasco (ESP) 975 (-1)

63. Alejandro Davidovich (ESP) 963 (-1)

64. Feliciano López (ESP) 953 (-1)

67. Pablo Cuevas (URU) 907

76. Juan Ignacio Londero (ARG) 832 (-1)

78. Federico Delbonis (ARG) 816 (-2)

80. Thiago Monteiro (BRA) 804 (-2)

82. Pedro Martínez (ESP) 800 (+11)

93. Federico Coria (ARG) 757 (-4)

bds/smr/iga