Após vaquinha, torcedor do Flamengo baleado no Uruguai consegue passagem para voltar ao Brasil

·1 min de leitura

RIO - Baleado após a derrota do Flamengo para o Palmeiras neste sábado, na final da Libertadores, o flamenguista Douglas Hassel Sales conseguiu uma passagem para voltar ao Brasil. Torcedores haviam criado uma vaquinha para comprar um bilhete aéreo e viabilizar o retorno de Hassel ao país.

A vítima foi alvo de tiros quando saía de uma pizzaria na capital uruguaia. A princípio, Hassel havia sofrido apenas lesões no pé e no joelho esquerdos. Segundo relatos dos amigos do torcedor, no entanto, os médicos indicaram também uma bala causou lesão na coluna tibial, com comprometimento do ligamento cruzado anterior.

Por esse motivo, os médicos informaram que iriam liberar Hassel para retornar ao Brasil por via. Mas a passagem custa cerca de R$ 4,8 mil e o seguro viagem não cobria a passagem de avião.

Hassel usou suas redes sociais para comemorar a aquisição do bilhete aéreo. "Só passar aqui para avisar que eu consegui a passagem de volta, agradeço a todos que tiraram um tempinho para me mandar mensagem de apoio, quem fez um pix, quem compartilhou, gratidão a todos! Tamo junto...", escreveu.

O GLOBO entrou em contato com Hassel, que disse que só comentará o caso quando estiver no Brasil.

- Por enquanto eu só quero sair daqui, meu pensamento é só sair daqui, chegar perto de quem eu amo - disse Hassel, ao GLOBO.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos