Após um mês de treinos presenciais, Everton Santos diz: 'A saudade de jogar só aumenta'

Futebol Latino
LANCE!


O Figueirense completará nesta semana um mês de treinamentos presenciais após a paralisação em razão da pandemia do coronavírus. Com restrições para os treinos de forma coletiva em Florianópolis, o clube vem realizando as atividades no Centro de Formação e Treinamento (CFT) do Cambirela, em Palhoça.

Antes de receber a autorização da Prefeitura da cidade, porém, a comissão técnica do Figueirense teve que se adaptar. Assim como outros times pelo mundo, o clube organizou treinamentos virtuais com a comissão e atletas durante o período de isolamento social.

O atacante Everton Santos acredita que a ação organizada pelo clube surtiu um efeito positivo no retorno dos atletas aos treinos presenciais:

- Foi uma experiência nova para todos, mas foi a forma que a maioria dos clubes encontrou para manter os atletas em atividade. De modo geral, vi as atividades de forma muito positiva. Com isso, a transição para o retorno dos treinos presenciais foi facilitada e passamos a treinar com bola, o que nos deixou contentes.

Profissionalmente, Everton conseguiu aproveitar o período em casa para manter a forma física e agora, junto com os companheiros, retomará o entrosamento com o restante da equipe. Mas o período também foi importante para o lado pessoal do atacante de 33 anos.

Apesar do momento difícil que o mundo atravessa devido a pandemia, ele acredita que há coisas boas para extrair:

- Nesse período de um mês que voltei a trabalhar com meus companheiros notei diferença no cuidado e uma atenção muito maior com o próximo. Devido às regras e medidas impostas pela vigilância sanitária para a volta dos treinos, a preocupação com os profissionais do clube é uma das nossas tarefas diárias.

O Figueirense estava prestes a disputar as quartas de final do Campeonato Catarinense no momento da paralisação do futebol em Santa Catarina. As partidas diante do Juventus foram marcadas para os dias 9 e 12 de julho.

- A ansiedade é muito grande, pois já se passaram três meses do último jogo, a saudade só aumenta. Quero voltar logo a atuar e dar o meu melhor para ajudar a equipe na reta final do Catarinense. Nosso objetivo é conquistar o título do estadual e manter a boa fase na Série B para conseguirmos o tão esperado acesso para a série A do Campeonato Brasileiro - concluiu.
















Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também