Após ter renovação encaminhada, Pelaipe é comunicado e não seguirá como gerente de futebol do Flamengo

Pelaipe não trabalhará na Gávea (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
Pelaipe não trabalhará na Gávea (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)


Após ter a permanência acertada no mês de dezembro, Paulo Pelaipe foi comunicado nesta segunda-feira que não seguirá no Flamengo em 2020. O profissional, que ocupou o cargo de gerente de futebol no último ano, foi desligado por meio de um e-mail do RH do clube. A informação foi publicada pelo site "Globoesporte".

Em dezembro, Paulo Pelaipe tinha confirmado à reportagem do LANCE! a prorrogação do contrato e permanência no Flamengo em 2020, em momento no qual havia sendo ligado ao Palmeiras - o então gerente negou a consulta.

Velho conhecido de Marcos Braz, Paulo Pelaipe retornou ao departamento de futebol do Fla em 2019, após a eleição de Rodolfo Landim. Braz, vice-presidente de futebol, havia avalizado a permanência do gerente. Ao lado de Bruno Spindel, diretor executivo do clube, Braz é o nome forte do futebol da Gávea.

A assinatura do mesmo não ocorreu e, desta forma, o dirigente foi desligado.

Sem tantos holofotes como a dupla citada, responsável pelas negociações, Pelaipe teve atuação próxima ao elenco no CT, além de sempre acompanhar a delegação nas viagens. Após o bicampeonato da Libertadores, no Estádio Monumental de Lima, no Peru, Marcos Braz fez muitos elogios a Paulo Pelaipe.

Pelaipe tem passagens por Coritiba, Vasco, Grêmio e Corinthians, entre outros. Na Gávea, foi diretor entre dezembro de 2012 a maio de 2014, participando das conquistas da Copa do Brasil, em 2013, e do Carioca de 2014. Em 2019, adicionou ao currículo as conquistas do Brasileirão, Libertadores e Carioca.










Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também