Após ser hostilizado por brasileiros, Gilberto Gil passa tarde com ídolo argentino no Qatar


Depois de ser hostilizado por brasileiros no Qatar, o cantor e compositor Gilberto Gil passou a tarde do último sábado acompanhado pelo ídolo argentino Juan Pablo Sorin. O artista de 80 anos sofreu agressões verbais antes da vitória da Seleção Brasileira contra a Sérvia e recebeu apoio de diversas celebridades.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

O encontro de Sorin e Gilberto Gil foi divulgado nas redes sociais do ex-jogador da seleção da Argentina e ídolo do Cruzeiro. O argentino aproveitou para reiterar apoio ao músico.

+ Campeão mundial de boxe dispara contra Messi: 'Reze para que eu não o encontre'

- Hoje aproveitamos o dia juntos. Falamos sobre o jogo da Argentina e o próximo do Brasil. Sempre do lado do amor, da cultura, da diversidade e do respeito à ideologia de cada um! Estamos juntos - escreveu Sorin em sua conta no Instagram.

Sorin e Gilberto Gil
Sorin e Gilberto Gil

Sorin e Gilberto Gil passam tarde juntos no Qatar (Reprodução/Instagram)

Gilberto Gil se pronunciou após ser hostilizado por brasileiros e agradeceu a solidariedade de amigos e fãs. O compositor também aproveitou para afirmar que estará presente na partida entre Brasil e Suíça, pela segunda rodada da fase de grupos da Copa do Mundo.