Após seguidas lesões, Velasquez prega calma em retorno: "Preciso estar 100%"

Cain Velasquez não luta desde julho de 2016 – Evelyn Rodrigues

As recorrentes contusões atrapalham a sequência de lutas de Cain Velasquez no Ultimate. O americano de ascendência mexicana foi retirado da revanche contra Fabrício Werdum, que seria realizada no último dia 30 de dezembro, em virtude de uma lesão nas costas, que inclusive o fez passar por processo cirúrgico no começo de janeiro. Sem lutar desde julho de 2016 em decorrência do problema médico, o atleta usou sua conta no Twitter para pedir calma aos fãs.

A lesão nas costas não é novidade na carreira de Velasquez, que já abandonou outras lutas graças à contusão. E é justamente por isso que o ex-campeão peso-pesado indicou a necessidade de não apressar seu retorno ao Ultimate, pois tal atitude aumentaria os riscos de outro gancho médico.

“Como vocês sabem, passei por cirurgia no começo de janeiro. A cirurgia foi um sucesso, e espero que essa lesão nunca mais apareça. De qualquer forma, agora estou ouvindo o pedido do meu corpo e os conselhos da minha equipe médica e escolhi pegar leve. […] Eu preciso ser esperto sobre a minha volta para não me apressar e correr o risco de outra lesão. Meu corpo precisa estar 100%”, relatou em sua conta na rede social.

Apesar de não estipular uma data para seu retorno ao Ultimate, o americano garantiu estar ligado nos confrontos que envolvem atletas de sua divisão. Por isso Velasquez destacou o UFC 211, que contará com a disputa do cinturão entre o campeão Stipe Miocic e o brasileiro Júnior ‘Cigano’, ao revelar a pretensão de enfrentar algum dos cinco melhores lutadores da divisão em sua volta ao show

“Estou animado em ver as últimas lutas dos pesos-pesados, especialmente as agendadas para o UFC 211. Estou confiante de que enfrentarei alguém desse grupo porque é o lugar  de que faço parto. Eu não quero nada além de recuperar meu cinturão”, completou.

Confira abaixo a publicação:

Quick update for all my fans. #SiSePuede pic.twitter.com/bvZGq0eaQ4

— Cain Velasquez (@cainmma) March 14, 2017