Após sair perdendo por 2 a 0, Operário-PR reage e arranca virada pra cima do Ituano

Jogadores do Operário-PR vibram após o gol da virada sobre o Ituano, pela Série B (Foto: Reprodução/SporTV)


Com campanhas praticamente iguais no Brasileirão Série B, Operário-PR e Ituano fizeram um jogo pra lá de movimentado na manhã deste sábado, no estádio Germano Krüger. E quem se deu melhor foi o Fantasma. Com o Galo saindo na frente com gols de Kaio e Jiménez, o Fantasma reagiu com Paulo Sérgio, Júnior Brandão e Giovanni Pavani, fechando a conta em 3 a 2 em Ponta Grossa.

Com o resultado, a equipe do técnico Claudinei Oliveira chegou aos 12 pontos, pulando para a 7ª colocação. Já a equipe comandada por Claudinei Oliveira, por conta do revés, acabou caindo para a 11ª posição com seus 9 pontos conquistados.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

OPERÁRIO MOSTRA FORÇA NO INÍCIO

Fazendo valer o mando de campo, o Operário tratou de ir para cima do Ituano. Com isso, logo em sua primeira tentativa, Reniê ajeitou para Marcelo que acabou carimbando o travessão, assustando o goleiro Pegorari.

Por outro lado, tentando dar a resposta, o Galo lançou-se ao ataque também conseguindo finalizar, mas a bola de de Pacheco acabou subindo demais. Na sequência, o Fantasma voltou a pressionar conseguindo até marcar, mas o tento de Paulo Sérgio acabou sendo anulado já que o atacante foi flagrado em posição irregular, após aproveitar rebote do camisa 1 no arremate de Marcelo.

GALO SURPREENDE E ABRE A CONTAGEM

Mesmo sendo pressionado, a equipe paulista tentou se manter tranquila em campo. E se deu bem. Em nova chegada pelo lado esquerdo, João Vitor cruzou rasteiro para Kaio mandar uma bomba indefensável para Vanderlei, aos 17 minutos.

O gol equilibrou o duelo até o fim. Com o famoso lá e cá, tanto o Ituano, com João Victor, quanto o Operário, com Marcelo, desperdiçaram grandes chances dando muito trabalho aos goleiros até o fim da etapa.

VISITANTES AMPLIAM

Com ambos os treinadores não optando por trocas na volta para o segundo tempo, quem reiniciou o confronto melhor foi o Galo. Sendo assim, aos 3 minutos, aproveitando desvio após levantamento de Kaio para a área, mandou para o fundo da rede aumentando a vantagem.

O gol visitante chegou a desanimar um pouco torcida do Fantasma no Germano Krüger, fazendo com que o Ituano aproveitasse o momento para tentar sacramentar de vez o jogo. No entanto, nem mesmo com as primeiras mudanças de ambos os lados até meados dos 25 minutos, poucas foram as chances criadas mantendo o resultado parcial de 2 a 0.

OPERÁRIO-PR REAGE E CONQUISTA VIRADA HISTÓRICA

Voltando a crescer no duelo, o time da casa não quis saber de ficar no prejuízo. Em nova chegada, a arbitragem acabou marcando um pênalti sobre Felipe Saraiva. Na cobrança, Paulo Sérgio converteu com precisão dando um ânimo extra aos mandantes.

E deu resultado. Praticamente na sequência, aos 38 minutos, Júnior Brandão, que havia entrado na etapa final, após receber cruzamento, tirou a marcação e mandou para o fundo da rede para igualar tudo no Germano Krüger. Não dando nem tempo para comemorar o gol de igualdade, aos 41 minutos, Giovanni Pavani, em um forte chute, contou com desvio da barreira do Ituano para fazer 3 a 2.

Já nos momentos finais, praticamente nos acréscimos, o nervosismo tomou conta pelo lado do Galo, com Calyson levando o cartão vermelho. Com um a mais em campo, o Operário apenas administrou o placar até o apito final do árbitro com direito a muita festa nas arquibancadas por parte da torcida local.

FICHA TÉCNICA
OPERÁRIO-PR 3x2 ITUANO


Data e horário: 21/05/2022, às 11h (de Brasília)
​Local: Germano Krüger, em Ponta Grossa (PR)
Árbitro: Felipe Fernandes de Lima (MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Felipe Alan Costa de Oliveira (MG)
VAR: Caio Max Augusto Vieira (RN)

Cartões Amarelos: Jiménez, 7'/1ºT; Dudu Vieira, 28'/2ºT; Aylon, 36'/2ºT; Roberto, 40'/2ºT; Giovanni Pavani, 42'/2ºT; Arnaldo, 43'/2ºT; Felipe Garcia, 47'/2ºT;

Cartões Vermelhos: Calyson, 47'/2ºT; Arnaldo (após o apito final)

Gols: Kaio, 17'/1ºT (1-0); Jiménez, 3'/2ºT (2-0); Paulo Sérgio, 35'/2ºT (2-1); Júnior Brandão, 38'/2ºT (2-2); Giovanni Pavani, 41'/2ºT (3-2)

OPERÁRIO-PR: Vanderlei; Arnaldo, Thales, Reniê e Fabiano (Raphinha, aos 18'/2ºT); Ricardinho (Giovanni Pavani, aos 7'/2ºT), Marcelo (Júnior Brandão, aos 29'/2ºT), Tomás Bastos (Rafael Chorão, aos 17'/2ºT) e Reina (Felipe Saraiva, aos 6'/2ºT); Silvinho e Paulo Sérgio.
(Técnico: Claudinei Oliveira)

ITUANO: Pegorari; Pacheco, Léo Santos, Bernardo Schappo e Roberto; Jiménez (Caíque, aos 39'/2ºT), Kaio, Dudu Vieira (Cleberson, aos 40'/2ºT) e Gerson Magrão (Lucas Nathan, 25'/2ºT); João Vitor (Calyson, aos 25'/2ºT) e Aylon (Chrigor, aos 37'/1ºT).
(Técnico: Mazola Júnior)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos