Após reunião, forças políticas do Vasco decidem adiar eleição

LANCE!
·2 minuto de leitura


A eleição do Vasco, antes marcada para este sábado, está adiada. O entendimento foi decidido após reunião, entre o fim da tarde e o início da noite desta terça, em São Januário, entre forças políticas do clube. Os cinco candidatos à cadeira da presidência e o mandatário do Conselho de Beneméritos participaram.

Há uma tendência, no momento, de que o imbróglio principal seja resolvido: a eleição deverá se dar em formato híbrido entre votos presenciais e virtuais. A confirmação pode se dar em nova reunião, marcada para quinta-feira, na qual se espera a presença dos postulantes e dos representantes de todos os poderes do clube.

Confira a nota oficial publicada no site do Vasco:

"​Alexandre Campello, Jorge Salgado, Julio Brant, Luiz Roberto Leven Siano e Sérgio Frias, os cinco candidatos à presidência do Club de Regatas Vasco da Gama, se reuniram nesta terça-feira (03/11), em São Januário, e decidiram, por unanimidade, adiarem a Assembleia Geral Ordinária (AGO), que aconteceria no próximo 7. O presidente do Conselho de Beneméritos, Silvio Godói, também presente à reunião, concordou com o adiamento. Os presidentes do Conselho Deliberativo, Roberto Monteiro, do Conselho Fiscal, Edmilson Valentim, e da Assembleia Geral, Faués Mussa, não compareceram por motivos particulares.

Ficou decidido ainda que, na próxima quinta-feira (05/11), a partir das 10h, todos os candidatos e o presidente da Assembleia Geral, Faués Mussa, voltam a se reunir em São Januário para ouvir algumas empresas a fim de escolher qual delas irá operar a AGO. Só a partir da definição da empresa, e do tempo que ela irá levar para operacionalizar todo o trâmite necessário, uma nova data para a eleição será definida.

Alexandre Campello, Jorge Salgado, Luiz Roberto Leven Siano e Sergio Frias, além de Silvio Godoi, concordam que a eleição seja híbrida. Júlio Brant, por sua vez, prefere aguardar o parecer da empresa escolhida."