Após reunião com Rogério Ceni, futuro de Thiago Neves é decretado pela diretoria do Cruzeiro

Romário Júnior

Rogério Ceni chegou pouco tempo no Cruzeiro, mas já enfrenta a maior crise da sua curta carreira como técnico. Apesar da eliminação na Copa do Brasil e tropeços no Campeonato Brasileiro, o comandante ainda tem o respaldo da torcida e, até esse momento, da diretoria cruzeirense. Após ser goleado por 4 a 1 para o Grêmio, Rogério disparou na coletiva e disse que só ficaria se tivesse carta branca.


Role para baixo para continuar lendo
Anúncio


Rogerio Ceni
Rogerio Ceni

A cúpula celeste se posicionou e disse que confia no trabalho do técnico. Ceni bateu de frente com Thiago Neves, um dos principais jogadores do elenco, e o clima na ​Toca da Raposa só piorou. O meio-campista também andou cutucando o treinador em algumas entrevistas e o relacionamento entre ambos só foi ficando mais ruim a cada dia. A diretoria do clube mineiro decidiu entrar em cena e marcou uma reunião com os dois.


Segundo o jornalista ​Victor Martins, a conversa aconteceu antes da partida contra o Palmeiras e no entendimento dos dirigentes cruzeirenses, a situação foi resolvida entre as partes e Thiago Neves permanece no clube, pelo menos até o término da temporada. Contra a equipe paulista, Rogério Ceni optou por colocar o meia no banco de reservas e não houve atrito nas declarações de nenhum dos dois após a derrota em São Paulo.

Apesar da polêmica, a comissão técnica do Cruzeiro sabe que Thiago Neves é um grande jogador e que pode ser importante para o elenco estando 100% fisicamente e focado dentro de campo. Rogério Ceni agora se concentra para dar a volta por cima e trabalha pensando no jogo contra o Flamengo, no próximo sábado (21), no Mineirão. Vencer o líder do Brasileirão daria calma na Toca da Raposa para o treinador continuar aplicando seu trabalho.  

Leia também