Após recusas de Renato Gaúcho e Aguirre, Corinthians anuncia Sylvinho para técnico

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Depois receber respostas negativas de Renato Gaúcho e Diego Aguirre, o Corinthians apelou para uma solução mais conhecida da torcida. Sylvinho foi anunciado neste domingo (23) como novo técnico da equipe. Seu contrato será até o final de 2022.

Ele já havia sido sugerido antes ao presidente Duilio Monteiro Alves, mas após a saída de Vagner Mancini e a eliminação na semifinal do estadual para o Palmeiras, a preferência era por um nome mais experiente e de peso.

Duas vezes, o Corinthians acreditou estar perto do anúncio de um novo treinador. As conversas com Renato Gaúcho se arrastaram por dias e o profissional sinalizou aceitar reduzir o salário para ir ao Parque São Jorge. No Grêmio, ele recebia cerca de R$ 1 milhão por mês. A diretoria alvinegra queria pagar R$ 500 mil.

Renato agradeceu o interesse e alegou a vontade de descansar com a família no Rio de Janeiro. O Corinthians interpretou a recusa como o desejo do ex-atacante de ter dinheiro que o clube paulista não pode gastar para investir em contratações para o elenco.

A alternativa passou a ser Diego Aguirre e a novela se repetiu. O uruguaio disse estar disposto a assumir o cargo, mas esbarrou na questão financeira.

Revelado pelas categorias de base do Corinthians, Sylvinho foi campeão da Copa do Brasil (1995), Paulista (1995 e 1997 e 1999) e Brasileiro (1998) como lateral-esquerdo. Pelo Barcelona, venceu três vezes o Espanhol (2005, 2006 e 2009) e levantou a taça da Champions League em 2006 e 2009.

Ele voltou ao Corinthians em 2013 para ser auxiliar-técnico de Tite e era elogiado pelos jogadores pelo detalhismo com questões técnicas. Quando o treinador foi para a seleção brasileira, Sylvinho foi junto e fez parte da comissão técnica na Copa do Mundo da Rússia em 2018.

No ano seguinte teve a única experiência como técnico até o momento. Por indicação de Juninho Pernambucano, dirigente do clube, foi contratado para dirigir o Lyon, na França. Durou apenas 11 partidas, das quais venceu três, e foi demitido.

Na quarta-feira (26), o Corinthians recebe o River Plate (PAR) pela Copa Sul-Americana, torneio em que já está eliminado. No domingo (30), estreia no Campeonato Brasileiro também na Neo Química Arena diante do Atlético-GO.