Após recusar corte no salário, Adrien Rabiot é cobiçado pelo Newcastle


Em meio à pandemia, os dias de Adrien Rabiot na Juventus parecem estar chegando ao fim. Após o francês fazer greve contra os cortes de salário sofridos durante pandemia do coronavírus, não há mais clima para permanecer na Velha Senhora. Com isso, o Newcastle prepara uma oferta de 26 milhões de libras para conquistar o atleta, segundo o diário 'Marca'.

O meio-campista ficou insatisfeito com a redução de 25% dos salários dos atletas da equipe de Turim. O clube alegou que era necessário realizar tais cortes para não entrar em colapso diante da crise econômica por causa do COVID-19. Este posicionamento foi aconselhado por sua mãe, Véronique Rabiot, que também é sua agente.

Ele era aguardado pelo clube para realizar exames e retornar aos treinamentos em Turim, porém permaneceu na França. Após uma saída conturbada do Paris Saint-Germain, o atleta, de 25 anos, foi contratado a custo zero, e disputou até o momento 23 partidas com a camisa do clube italiano.

Além do novo bilionário da Europa, Manchester United e Everton monitoram a situação do ex-jogador do Paris Saint-Germain. Ele está em sua primeira temporada com a camisa da Velha Senhora, porém decepcionou dirigentes e torcedores ao não render o esperado.

Cabe salientar, que o Newcastle será comprado pelo príncipe saudita Mohamed Bin Salman. O valor pago gira em torno dos 300 milhões de libras (R$ 1,9 bilhão) para ser o dono do clube alvinegro do norte da Inglaterra.








Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também