Após polêmica, Cristiano Ronaldo acalma com telefonema e bancará até jantar na Juventus

Antes da partida contra a Atalanta, Sarri falou sobre CR7 e Alex Sandro, que não estão na lista de relacionados para o jogo do sábado
Antes da partida contra a Atalanta, Sarri falou sobre CR7 e Alex Sandro, que não estão na lista de relacionados para o jogo do sábado

O gol número 99 com Portugal e a classificação para a Euro 2020 alcançada adoçaram a semana de Cristiano Ronaldo, que acabou subitamente no turbilhão de controvérsias por aquela polêmica substituição no jogo Juventus x Milão com o subsequente abandono do estádio antes do apito final.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM

Por outro lado, o próprio atacante pensou em redimensionar o caso com as declarações feitas dois dias atrás, depois da goleada sobre Luxemburgo.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também:

"Nas últimas três semanas, estive limitado. Não houve controvérsia, você sabe que ninguém gosta de ser substituído... Tentei ajudar a Juventus até por lesão, ninguém gosta de sair, mas eu entendo porque não estava bem. Também com Portugal, eu me sacrifiquei porque, se não tivéssemos vencido esses dois jogos, corríamos o risco de ser eliminados", comentou.

Palavras que, provavelmente, são o resultado da conversa que teve com o vice-presidente da Juventus, Pavel Nedved, que, conforme relatado pelo 'Tuttosport', durante o período com a equipe nacional lusitana. Na conversa, ele foi aconselhado a cumprimentar o treinador e jogar água no fogo depois das recentes discussões sobre seu comportamento, consideradas inaceitáveis ​​para o status de campeão e exemplo para milhões de crianças.

Um gesto, o de Nedved, que Ronaldo particularmente apreciou. Em seu retorno à Itália, ele oferecerá um jantar aos colegas, entre quarta e quinta-feira ou na próxima semana, após a partida da Liga dos Campeões contra o Atlético de Madrid.

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter

Leia também