Após parada cardíaca, Eriksen tem nova batalha pela frente; regra impede atleta de seguir no futebol italiano

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Depois de sofrer uma parada cardíaca durante o jogo de estreia da Dinamarca na última Eurocopa, Christian Eriksen tem mais uma batalha pela frente a enfrentar: a impossibilidade de voltar a jogar no futebol italiano - ele tem contrato com a Inter de Milão até 2024.

Jogador sofreu parada cardíaca na estreia da Eurocopa | FRIEDEMANN VOGEL/Getty Images
Jogador sofreu parada cardíaca na estreia da Eurocopa | FRIEDEMANN VOGEL/Getty Images

O meia, após ser reavivado ainda no gramado, passou por cirurgia para o implante de um desfibrilador, o que evita novas irregularidades no coração. Porém, segundo um médico da federação italiana, isso o impede de atuar na Serie A. "Eriksen não terá permissão para jogar na Itália. Se o jogador tiver o desfibrilador removido, e se houver a confirmação de que sua patologia possa ser resolvida, ele pode voltar a jogar pelo Inter", disse Francesco Braconaro à rádio Kiss Kiss.

Dinamarquês tem vínculo com a Inter de Milão | Marco Canoniero/Getty Images
Dinamarquês tem vínculo com a Inter de Milão | Marco Canoniero/Getty Images

Conforme o especialista, a regra no país é bastante rígida quanto a este aspecto e, ao que tudo indica, não há exceções. É a federação, e não o clube, que diz quem pode, ou não, exercer a profissão. Como, então, será o futuro do meio-campista?

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos