Após narrar BBB, Henning comenta experiência e revela elo com Prior: 'Joga bola no mesmo clube que eu'

João Vítor Castanheira
LANCE!


Com esporte paralisado na maior parte do mundo por conta da pandemia de coronavírus, o "BBB 20" tem preenchido uma importante lacuna no coração de muitos amantes da bola. Em meio a este clima de Copa do Mundo, a eliminação do participante Daniel, na noite desta terça-feira, ganhou contornos de partida decisiva. E que narrador não quer dar voz a uma trama assim? Por aclamação popular, André Henning, do "Esporte Interativo", que já havia narrado a vitória de Felipe Prior na prova do bate e volta, no último domingo, embarcou em uma loucura maior ainda.

— Desde o início da quarentena, quando surgiu aquele vídeo do argentino narrando a moça fazendo um achocolatado, vários amigos falaram: “Pô, você tem que fazer isso!". E eu não senti que era hora, ia ser uma imitação do cara. Eu falei: “Não tenho pressa, uma hora vai pintar. A quarentena vai ser longa. Uma hora vai aparecer algo interessante e vai ser mais inovador, criativo...”. Aí, na prova do bate e volta, vendo aquele drama, eu pensei que aquilo dava uma narração. Já estava na cama e fiz um vídeo do Prior ganhando a prova, puxando o palito número três. Quando postei, virou febre, todo mundo pedindo (para narrar a provável eliminação do Daniel, que aconteceu). E ta aí! Dei a cara a tapa - conta André, que transmitiu tudo a partir de "live" em sua conta no Twitter.


Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Nas redes sociais, André Henning não esconde a torcida pela dupla Babu e Felipe Prior. Mas nesta altura do jogo, o narrador ainda não consegue escolher seu favorito, apesar de enxergar o arquiteto com leve vantagem na corrida por 1,5 milhão de reais.

— Eu acho que é uma briga bem boa, cara, bem boa. Eu acho que o Prior está um pouquinho na frente, mas a briga é boa com o Babu. Por enquanto, eu não vou escolher ninguém, estou dividido. Agora, para qualquer um dos dois que fosse o prêmio, eu ficaria satisfeito. Acho que os dois estão fazendo um programa bem bacana. Neste momento, ainda não tenho uma torcida definida entre os dois.


Henning é assumidamente corintiano, assim como Felipe Prior. Este, no entanto, não é o maior ponto em comum entre os dois. Ao ver o "brother" pela primeira vez no reality show, o jornalista foi surpreendido. Aquele, mais do que um integrante do programa de tevê, era um rosto conhecido do Clube Esperia, na Zona Norte de São Paulo, onde já se encontram.

— O Prior joga bola no clube onde eu jogo bola. Apesar de nunca ter jogado no mesmo time que ele, já o encontrei muito lá. Não somos amigos, ele é de uma turma conhecida, é amigo de uns amigos. Quando ele entrou (no BBB), pensei: “Pô, esse cara é do clube, joga bola com a gente”. Não tenho amizade, mas tenho tenho essa identificação por frequentar o mesmo lugar e por ter amigos em comum — conta.


Não é raro ver Felipe Prior utilizando suas experiências no futebol para analisar conflitos no BBB. Em diversos papos no confinamento, não teve vergonha de assumir que, dentro de campo, é zagueiro daqueles catimbeiro, meio Sérgio Ramos, meio Júnior Baiano. Essa característica, inclusive, pode ser facilmente observada em algumas atitudes do paulistano na casa.

André Henning não viu o suficiente de Prior em campo para confirmar como ele é dentro quatro linhas, mas a personalidade inflamável e de muita entrega emocional mostrada na casa vigiada é exatamente a mesma no “mundo real”.

— Cara, já vi ele jogar, mas não prestava atenção. Vi de passagem, no clube. Ele é muito intenso, cara. É brigão no jogo. Ele é famoso no clube (por isso). É realmente muito intenso. Mas é um cara super querido, apesar de ser um malucão. É um cara com uma alma do bem. A molecada adora ele. Aqui fora, tem esse mesmo jeitão - descreve o narrador.



Ver essa foto no Instagram

Como sempre ... campeão

Uma publicação compartilhada por Felipe Prior (@felipeprior) em 26 de Nov, 2018 às 12:09 PST

A narração da eliminação de Daniel, nesta terça-feira, pode ser só o começo. Isto porque o jornalista tinha planos mais ambiciosos e havia convocado toda a trupe do Esporte Interativo para uma transmissão nível Liga dos Campeões:

- Eu fiquei um pouco sentido porque eu ia fazer em uma plataforma, mas tive um problema técnico, e demorei a mudar para outra. Eu tinha preparado todo um programa pré-eliminação, com participação de três convidados especiais, um monte de comparações com futebol. Ia fazer com o Bruno Formiga, com o Luiz Felipe Freitas e com o Casemiro, que é um baita defensor do Prior nas mídias sociais. Já tinha programado de fazer com a Thayná (Espinosa), Monique Danello, com a Isabela Pagliari, que está vendo lá de Paris. Um só de mulheres. Vou ter que compensar isso de alguma forma. Vai rolar. A cobertura vai continuar de algum jeito! - disse André, que apesar das falhas técnicas, disse ter adorado a experiência e a interação com seus seguidores durante a aventura.

A 20ª edição do "Big Brother Brasil" tem mobilizado os amantes de futebol de uma forma que há tempos não se via. Jogadores como Gabigol, Neymar, Arrascaeta e muitos outros, além de uma enorme gama de jornalistas esportivos conhecidos, têm vibrado com o programa nas redes e feito campanha para seus participantes favoritos. O fator quarentena não é tão crucial para André, que analisa as diferentes facetas da atração da Globo.

— Como tem edição todo ano, acho que o Big Brother andou meio sem empolgar a galera. Mas essa edição está muito legal. Acho que é natural, não acho que seja só por causa da quarentena. É natural o boleiro se envolver com esse tipo de coisa. A gente, por exemplo, em dia de Champions League, no pré-jogo, ficava comentando ali, e isso antes da quarentena. Ficou mais em evidência depois. Sei que tem gente que critica, que acha uma grande besteira. Talvez seja mesmo, mas é um passatempo legal, você vê muita coisa de comportamento humano interessante. Quem quiser olhar esse lado interessante, vai encontrar. Não sou um grande fã, não vi todas edições, mas estou achando essa bem legal — finalizou.






Leia também