Após 'não' a assédio europeu, Muniz aproveita chances e aumenta leque de opções no ataque do Flamengo

·3 minuto de leitura


A missão de substituir de Gabigol e Pedro não é das mais simples, mas não assusta Rodrigo Muniz. Com a ausência dos companheiros, o jovem de 20 anos foi titular nos últimos dois jogos do Flamengo e não decepcionou: marcou um gol em cada partida e reafirmou sua importância dentro do elenco rubro-negro. O último foi na vitória sobre o América-MG, neste domingo, pelo Brasileirão.

+ Em cinco anos, vendas de “Garotos do Ninho” turbinam receitas do Flamengo

O bom momento de Rodrigo Muniz não é novidade na temporada. Com cinco gols em seis jogos, ele havia sido um dos destaques do Flamengo nas primeiras rodadas do Campeonato Carioca, quando o clube entrou em campo com uma equipe alternativa comandada por Mauricio Souza.

No entanto, desde o retorno do time principal, o atacante perdeu espaço e foi pouco aproveitado por Rogério Ceni. Com a forte concorrência de Gabigol e Pedro, Muniz se tornou a terceira opção no ataque e disputou nove partidas sob o comando do treinador principal - nenhuma como titular. No total, foram apenas 87 minutos em campo entre a vitória sobre o Bangu, em 31 de março, e o triunfo sobre o Palmeiras, em 30 de maio.

A situação mudou com as ausências recentes dos companheiros. Gabigol foi convocado pela seleção brasileira para disputa das Eliminatórias e Copa América, enquanto Pedro disputou amistosos com a seleção olímpica e voltou com quadro de Covid-19. Assim, o caminho ficou aberto para o Muniz voltar a ser titular, e ele mostrou que o faro de gols segue em dia.

+ Conheça o aplicativo de resultados do LANCE

Na partida contra o Coritiba, na última quinta-feira, foi dele o gol da vitória por 1 a 0, em um lance característico: a bola aérea. Neste domingo, no entanto, ele provou ter outras qualidades e marcou um belo gol no triunfo do Flamengo sobre o América-MG. Após a partida, o técnico Mauricio Souza, que substituiu Rogério Ceni nos últimos dois jogos, comentou sobre a boa fase e não poupou elogios ao atacante.

Rodrigo Muniz e Mauricio Souza - Flamengo
Rodrigo Muniz e Mauricio Souza - Flamengo

Muniz recebeu elogios de Mauricio Souza (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

- Ele é um querido, está comigo há um tempo. Ele, na saída de campo, me disse: 'Graças a Deus por mais um gol'. Ele está sempre concentrado, é mortal. O Rodrigo já é uma realidade, um grande jogador. Um capacidade grande para definir, tanto com os pés quanto com a cabeça. É muito concentrado. Fora de série trabalhar com ele. Não dá trabalho nenhum. Sempre entra muito bem.

RECURA À PROPOSTA BELGA

A nova fase goleadora de Muniz chega em um momento importante para o atacante. Nas últimas semanas, o Flamengo recebeu sondagens e iniciou uma negociação com o Genk, da Bélgica, por uma possível ida para a Europa nesta janela de transferências. Os clubes, inclusive, chegaram a um acordo no qual o clube belga iria desembolsar 5 milhões de euros (cerca de R$ 32 milhões) por parte dos direitos econômicos do atleta.

No entanto, a transferência esbarrou na vontade do próprio Rodrigo Muniz e de seu staff. Os representantes do atacante recusaram a proposta salarial do Genk e preferiram que o jovem siga brigando por espaço no Flamengo enquanto aguarda outras possibilidades. De acordo com o jornalista Venê Casagrande, do jornal 'O Dia', o clube belga desistiu da contratação neste fim de semana.

+ Fla no G4: veja a tabela completa do Brasileirão

Com Gabigol na Copa América e Pedro em início de quarentena, a tendência é que Muniz permaneça como titular no Flamengo. A próxima partida será na quinta-feira, contra o Coritiba, pela terceira rodada da Copa do Brasil. Mais uma chance para o atacante provar que a torcida não precisa sentir saudades dos companheiros mais experientes.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos