Após liberar 50% do Maracanã para setembro, Paes não descarta público em jogo do Flamengo em agosto

·1 minuto de leitura


A Prefeitura do Rio de Janeiro anunciou , nesta quinta-feira, que os estádios da cidade poderão voltar a receber público a partir do dia 2 de setembro, com limite de 50% da capacidade. A decisão, no entanto, não impede que o Flamengo conte com a presença de torcedores no duelo contra o Olimpia, pelo jogo de volta da Libertadores, em 18 de agosto.

+ Flamengo protocola pedido para volta do público ao Maracanã, e Paes alfineta: 'Gritaria não funciona'

Em coletiva de imprensa, o prefeito Eduardo Paes explicou que o clube rubro-negro enviou, nesta quarta-feira, um pedido específico para esse jogo, que está sendo analisado pela Secretaria Municipal da Saúde.

- Em relação ao jogo do Flamengo, o clube fez uma proposta específica (para ter público na Libertadores), ela está sendo analisada hoje pela Secretaria Municipal de Saúde. A proposta chegou só ontem, ela não teve uma reposta até ontem porque ninguém tinha pedido, não é porque eu sou vascaíno.

+ Fla na cola do G-4: veja a tabela completa do Brasileirão

O assunto da liberação de público no Maracanã veio à tona na quarta-feira, após uma série de farpas entre Eduardo Paes e dirigentes do Flamengo nas redes sociais. Vice-presidentes rubro-negros, Marcos Braz e Rodrigo Dunshee, colocaram pressão pela autorização de torcedores, como ocorreu nas finais da Libertadores e da Copa América. O prefeito, em contrapartida, pediu para que 'radicalismos' fossem evitados e chegou a alfinetar a postura dos cartolas.

Caso não haja liberação da Prefeitura do Rio, a diretoria rubro-negra estuda mandar o jogo contra o Olimpia longe de casa, assim como fez contra o Defensa y Justicia. Brasília, João Pessoa e pelo menos outras duas cidades já procuraram o Flamengo manifestando interesse em receber partidas da equipe.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos