Após início de testes físicos, Alison, do Santos, afirma: 'Eu me senti bem'


Durante a paralisação do futebol por conta da pandemia do novo coronavírus, um dos líderes do elenco o Santos, o volante Alison, avançou em recuperação de uma lesão ligamentar no joelho direito sofrida no dia 29 de fevereiro no empate em 0 a 0 no clássico contra o Palmeiras, no estádio do Pacaembu, pela oitava rodada do Paulistão, e que o tirou dos quatro últimos jogos do Alvinegro Praiano antes de o início da quarentena.

O jogador chegou a fazer tratamento no Departamento Médico do Peixe, que permaneceu aberto, mas em apenas um período e com regime de escala entre os profissionais, mesmo após os atletas serem liberados dos treinamentos, no dia 17 de março. Contudo, no último mês o camisa cinco já não havia sido liberado do DM e, com isso, provavelmente ficará á disposição do técnico Jesualdo Ferreira na retomada do futebol no Brasil, ainda sem data definida.

No segundo dia de testes físicos do elenco santista antes do prazo dado pelo governo do Estado de São Paulo e Federação Paulista de Futebol para a retomada das atividades com bola, o volante do Peixe afirmou não sentir dores.

– Foram avaliações físicas bem fortes nesses primeiros dois dias e eu me senti bem, assim como o restante da equipe. Atleta de alto rendimento não pode ficar três meses parado, então a gente teve que se virar, fazer treino individual em casa, com personal, sozinho ou por vídeo. Foi um tempo muito longo sem atividades, mas treinei bastante durante a quarentena e tenho certeza que todo mundo também se cuidou, por isso estamos aguentando bem esses testes iniciais – disse ao site oficial do Santos FC.

Em 2020, Alison fez sete jogos pelo Santos, sendo titular seis. Não iniciou jogando apenas na terceira rodada do Paulistão, quando o Peixe venceu a Inter de Limeira por 2 a 0, na Vila Belmiro.




Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também