Após gol contra o Ceará, Marinho comemora marca pessoal: 'Ainda mais especial por ter sido no Santos'

Fábio Lázaro
·3 minuto de leitura


O último gol do Santos em 2020 foi ainda mais especial por ter sido marcado pelo atacante Marinho. Artilheiro santista na temporada com sobras - são três vezes mais gols do que o segundo melhor marcador santista no ano -, o atacante chegou ao 22º tento anotado no empate em 1 a 1 contra o Ceará, neste domingo (27), pela 27ª rodada do Brasileirão, na Vila Belmiro, superando a sua temporada mais goladora, em 2016, pelo Vitória, quando foi às redes 21 vezes.

Xodó da torcida, o atacante, que também se tornou uma das lideranças do elenco no decorrer desse ano, disso ao L! que atingir essa marca foi até mais especial por ter sido vestindo a camisa do Santos.

- Bater essa marca da temporada com mais gols foi muito especial para mim. E foi ainda mais especial por ter sido no Santos. Estou muito feliz por conseguir superar esses números aqui no clube. É consequência de um trabalho que tenho feito ao lado de todos os companheiros. Todos fazem parte disso - afirmou o atacante com exclusividade à reportagem.

Marinho reconhece o grande ano feito, mas ressalta o trabalho para chegar ao patamar que está. Empenho esse que precisou driblar até lesões. Logo no primeiro jogo de 2020, no dia 23 de janeiro, contra o Red Bull Bragantino, na Vila Belmiro, pela primeira rodada do Campeonato Paulista, o atacante sofreu uma fratura no pé esquerdo que tirou dos gramados durante dois meses. Quando estava em transição, na reta final da sua recuperação, prestes a voltar a jogar, o futebol brasileiro foi paralisado por conta da pandemia do novo coronavírus e o camisa 11 santista só conseguiu entrar em campo novamente em julho deste ano, iniciando assim a sua "fase de ouro".

- Sem dúvida, estou vivendo um momento muito especial em minha carreira, em minha vida. Esse ano tem sido muito importante para mim. Trabalhei muito para chegar a esse nível e para poder ser decisivo com a camisa do Santos. Vestir esse manto é uma responsabilidade grande - falou o jogador ao LANCE!.

Contudo, ainda que o ano de 2020 tenha sido impecável para Marinho dentro das quatro linhas, a temporada só se encerrará em fevereiro de 2021. E no dia 6 de janeiro, o Peixe já tem o compromisso mais importante do ano, válido primeiro confronto da semifinal da Libertadores, em La Bombonera, na Argentina, contra o Boca Juniors. Marinho garante que o foco está nesta grande partida.

- Agora é preparação intensa para a primeira decisão que teremos diante do Boca Juniors. É o jogo mais importante do ano para o grupo e sabemos da responsabilidade que teremos. Vamos trabalhar com tranquilidade durante a semana para estarmos preparados para essa primeira batalha que teremos - comentou o atleta.

Além dos 22 gols marcados em 2020, Marinho foi o vice-líder de assistências do Peixe na temporada, com seis, ficando atrás apenas de Soteldo, com sete. No total o camisa 11 foi responsável diretamente por 28 dos 69 tentos anotados pelo Alvinegro no ano, uma média de 0,4 intervenções do atacante a cada bola na rede santista.