Após evento-teste, Vasco irá pedir à prefeitura do Rio a liberação de 7,7 mil torcedores no duelo com o Goiás

·3 minuto de leitura


Após realizar um evento-teste diante do Cruzeiro, a diretoria do Vasco pretende protocolar, nesta terça-feira, um pedido para a liberação 7,7 mil torcedores no duelo com o Goiás, que acontece na próxima segunda, às 20h, em São Januário. A informação de que o clube irá à prefeitura neste terça foi divulgada pelo vice-presidente geral Carlos Roberto Osório, em entrevista à Super Rádio Tupi.


Na última sexta-feira, a comissão arbitral da CBF decidiu pela volta do público na Série B do Campeonato Brasileiro. Com isso, a prefeitura do Rio de Janeiro liberou mil ingressos, que foram vendidos pelo Cruz-Maltino. O clube carioca priorizou o seu sócio-torcedor, mas devido ao valor de R$ 250 e a pandemia, apenas 309 compareceram ao estádio.

- De fato, fizemos a avaliação desse evento-teste em São Januário, que foi mesmo Vasco e Cruzeiro, realizado ontem. O Vasco optou por uma decisão conservadora, por uma carga pequena de ingressos, com apenas um setor do estádio. Lembrando que a volta do público na Série B foi apenas aprovado na última sexta-feira, ou seja, 48 horas de diferença para o domingo. nós não poderíamos correr riscos - disse o vice-presidente à rádio tupi, e em seguida emendou:

+ Confira e simule a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

- O Vasco amanhã volta à prefeitura para a solicitação de público nas suas próximas partidas em São Januário.; Vasco e Goiás, na próxima segunda-feira. E na sequência, Vasco e Cortiba. Nas regras atuais da prefeitura, ela vai aprovar até 50% do público aberta e franqueada para o estádio. São Januário tem hoje, aprovado pela polícia militar, uma carga total de 22 mil. 50% são 11 mil, e isso significa que nessa sequência de dois jogos chegaremos a esse número. É fundamental que tenhamos o público de volta à São Januário, arquibancada aberta, ingressos a preços populares. Para que o Vasco possa ter o maior apoio nessa reta final de Série B. Precisamos do apoio da nossa torcida, ela faz a diferença - completou.

Neste novo evento-testa, o clube pretende usar dois setores de São Januário para aumentar a quantidade de torcedores e espaço para evitar aglomerações: arquibancada e a social. Além disso, os ingressos tendem a ser mais baratos que o valor do último domingo. Essas informações foram inicialmente divulgadas pelo portal "Ge".

Os critérios para a presença dos torcedores deve seguir aos protocolos usados no duelo diante do Cruzeiro. Para atrair o retorno do público, o clube deve usar mais laboratórios credenciados e diminuir o valor do exame de antígeno, que foi em torno de R$ 140, no domingo.

+ Após novo empate no fim, Vasco precisa de uma arrancada histórica para subir; entenda a matemática

O vice-presidente geral Carlos Roberto Osório já havia revelado, em um vídeo divulgado pela VascoTV, a intenção do clube de entrar com um pedido para aumentar a presença do público gradativamente nos próximos duelos em São Januário: contra Goiás e Coritiba. Até chegar a capacidade de 50%, algo em torno de 11 mil torcedores.

- A opção por mil ingressos é atendendo um pedido da prefeitura para que a gente passe no teste. A partir disso, nós já estaremos na segunda-feira, com o resultado do jogo de domingo, com todas as avaliações feitas, na solicitação ao poder público municipal para chegarmos ao limite permitido que é de 50%. A intenção é o aumento da cargo nos dois próximos jogos contra Goiás e Coritiba, que terão mais categorias de público e mais setores abertos, até chegarmos a 11 mil torcedores - frisou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos