Após empate, jogadores do Inter lamentam gols de bola parada

Volante disse que vitória dependerá da capacidade do time de evitar perigo ao gol de Danilo Fernandes em ataques do Novo Hamburgo

O empate por 2 a 2 entre Internacional e Novo Hamburgo neste domingo, pelo primeiro jogo da final do Campeonato Gaúcho, teve um sabor amargo para o torcedor colorado. Apesar de ainda ter condições de assegurar o título estadual, o Inter sentiu que deixou escapar a chance de assegurar uma boa vantagem atuando no Beira-Rio. De acordo com D'Alessandro, a equipe pecou nos lances de bolas alçadas à área.

– Merecemos ganhar. Infelizmente, erramos na bola parada, uma jogada que treinamos ontem (sábado) e hoje (domingo) erramos no jogo. (Foram) Dois gols de bola parada. Não pode acontecer, mas jogamos melhor. Merecemos a vitória. Sabíamos que eles jogariam pela bola parada ou contra-ataque – comentou D'Ale.

Na mesma linha do gringo, Uendel disse que o Novo Hamburgo praticamente não ameaçou a equipe colorada e ressaltou que o Inter segue com o objetivo de conquistar o hepta Gaúcho.

– Eles não chegaram sem ser nas bolas paradas. Administramos o jogo. Bola aérea é deslize. Temos que reconhecer. Eles chegaram à final. Não saio contente, mas podemos ir ao segundo jogo e vencer – assegurou Uendel.

Com o resultado deste domingo, o Internacional só conquistará título caso vença o Novo Hamburgo fora de casa. Um novo empate levará a decisão para os pênaltis. Não há gol qualificado.

O próximo confronto entre Inter e Novo Hamburgo está marcado para o domingo, dia 7 de maio, às 16h (de Brasília). A partida está deve acontecer no Estádio Centenário, em Caxias do Sul, no entanto, caso o Anilado consiga aumentar a capacidade do Estádio do Vale para dez mil pessoas até terça-feira, o jogo será realizado sob seus domínios.









E MAIS: