Após eliminação no US Open, Osaka chora e anuncia que vai dar uma pausa na carreira

·3 minuto de leitura
Naomi Osaka grita de frustração ao perder um ponto na partida contra Leylah Fernandez no Aberto dos Estados Unidos (AFP/ELSA)

A japonesa Naomi Osaka, vencedora de quatro torneios do Grand Slam, declarou na sexta-feira que fará uma pausa indefinida no tênis após sua derrota surpreendente na terceira rodada do Aberto dos Estados Unidos.

"Sinceramente, não sei quando vou jogar minha próxima partida de tênis", disse Osaka em meio às lágrimas na coletiva de imprensa após sua derrota para a canadense Leylah Fernandez, de 18 anos.

"Acho que vou dar uma pausa do jogo por um tempo", disse a estrela japonesa antes de encerrar a entrevista.

Osaka, que defendia o título de 2020 em Nova York, tinha acabado de perder para Fernandez por 5-7, 7-6 (7/2) e 6-4, em um jogo em que manifestou sua frustração jogando a raquete contra a quadra repetidamente.

"Lamento muito (...) eu estava dizendo a mim mesma para ficar calma, mas acho que talvez tenha havido um ponto de ebulição", disse ela. "Normalmente gosto de desafios, mas recentemente fico muito ansiosa quando as coisas não acontecem do meu jeito, e tenho a sensação de que dá para sentir isso (...) Era quase como uma criança".

Em junho passado, ao se retirar antes da segunda fase de Roland Garros, Osaka revelou que havia sofrido várias crises de depressão e ansiedade durante sua carreira.

Mais tarde, ele abriu mão de disputar o torneio de Wimbledon em meio à polêmica sobre sua recusa em participar de coletivas de imprensa, o que lhe custou uma multa em Roland Garros.

Em julho passado, nos Jogos de Tóquio, nos quais foi escolhida para acender a pira olímpica, Osaka também foi eliminada prematuramente nas oitavas.

- "Descobrir o que quero fazer" -

"Sinto que, ultimamente, quando ganho, não me sinto feliz. Me sinto bastante aliviada", explicou. "E então, quando eu perco, fico muito triste. Não acho que isso seja normal".

Depois de desabar em lágrimas, Osaka recusou a oportunidade de encerrar a entrevista e continuou sua explicação.

"Isso é muito difícil de articular. Basicamente, sinto que estou neste ponto em que estou tentando descobrir o que quero fazer", disse ela antes de anunciar sua pausa das quadras.

Osaka, que venceu o primeiro set contra Fernandez, mas desmoronou depois de perder o 'tiebreak' no segundo, reconheceu que não teve uma boa atuação.

"Não joguei muito bem. Não me movi nada bem", disse a japonesa, que acredita que os dias extra de descanso que teve devido à retirada de sua adversária anterior por um problema de saúde podem ter prejudicado sua atuação.

"Acho que eu teria preferido disputar uma partida. Nunca havia tido uma vitória como essa em um Grand Slam, então foi uma sensação muito estranha", disse ela.

Questionada sobre se o saque de Fernandez ou a tensão do momento a afetou, Osaka indicou que foram outros problemas com os quais ela estava lidando que causaram o colapso.

"Não acho que tenha sido o serviço dele, porque consegui retornar muito bem contra pessoas que serviram melhor", disse ela. "Não acho que seja a ocasião, porque já estive nessa situação antes".

"Acho que todos estamos lidando com certas coisas, mas sei que eu estou lidando com algumas coisas", observou.

js/gbv/cl/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos