ONG LGBT+ acusa Neymar de homofobia, faz dossiê contra o craque e vai cobrar seus patrocinadores


A ONG "Aliança LGBT+" não viu com bons olhos a classificação homofóbica do atacante Neymar sobre Tiago Ramos, ex-namorado de sua mãe Nadine Gonçalves. O grupo está preparando um dossiê e quer reunir todos os patrocinadores do jogador para cobrá-los por um posicionamento sobre a fala considerada homofóbica do craque. A informação é do portal "UOL".

No início deste mês, Neymar teve um áudio vazado onde revela uma conversa entre ele e seus "parças". Nela, o atleta do Paris Saint-Germain chama Tiago de "viadinho", e seus amigos sugerem "assustar", torturar colocando um cabo de vassoura no ânus e até mesmo matar o rapaz.

A ONG pertence ao ativista Agripino Magalhães, que recentemente entrou com uma ação no Ministério Público pedindo para que o jogador e seus amigos respondam criminalmente por homofobia. O pedido foi negado.




Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também