Após derrota na final do Estadual, foco do Atlético-PR é na Libertadores

Guilherme Moreira
Retornos do zagueiro Thiago Heleno e do volante Otávio são as apostas do Furacão para se classificar nesta quarta-feira no Grupo 4

Líder do Grupo 4, o Atlético-PR quer se recuperar da dolorosa derrota para o rival Coritiba na primeira final do Estadual, por 3 a 0, dentro de casa, no último domingo. Diferente do Paranaense, agora distante do t´titulo, o Furacão está com um pé nas oitavas de final da Libertadores.

Com sete pontos em quatro jogos, o clube brasileiro era visto como "patinho feio" do grupo da morte e agora depende apenas de suas forças para se classificar. Se vencer o time argentino e o Flamengo ganhar da Católica-CHI, o clube se garante com uma rodada de antecedência.

- Nossa realidade é hoje, véspera de um jogo da Libertadores, que pode gerar uma classificação antecipada, o que era impensável e poderá acontecer conosco. Será uma vitória importante para nós, se conseguirmos. Temos que trabalhar para isso - disse o técnico Paulo Autuori.

Pilares da equipe que perdeu o clássico do final de semana, o zagueiro Thiago Heleno e o meio-campistas Otávio e Lucho González retornam ao time titular. O atacante Pablo, entretanto, fica no banco de reservas. Jonathan e Carlos Alberto seguem no departamento médico.

Weverton; Zé Ivaldo, Paulo André, Thiago Heleno, Sidcley; Otávio, Matheus Rossetto, Lucho González, Nikão e Douglas Coutinho (Gedoz); Eduardo da Silva.

SAN LORENZO:

Lanterna do Grupo 4 e com quatro pontos acumulados em quatro partidas, o San Lorenzo joga a sua vida, já que pode ser até eliminado antecipadamente no caso de uma derrota e vitória do Flamengo, que recebe o Universidad Católica, às 21h45 (de Brasília), hoje também

O clube de Almagro vem de duas vitórias consecutivas, somando Libertadores e Campeonato Argentino. Pelo nacional, aliás, poupou titulares na última sexta-feira, já visando o decisivo confronto na Arena da Baixada.

- É uma partida determinante, nós perdemos pontos chaves e, por isso, viemos ao Brasil buscar a vitória, que é o que precisamos. Temos que vencer para seguir sonhando - disse o volante Franco Mussis.

Para bater o Furacão, o técnico Diego Aguirre não contará com o veterano meio-campista Leandro Romagnoli, de 36 anos e maior campeão da equipe argentina. Em contrapartida, poderá escalar o atacante Cerutti, que retorna após três jogos de fora por conta de uma lesão.

Ontem, o San Lorenzo treinou no CT do Caju, já para ambientar-se em grama sintética, assim como fez no palco do jogo de hoje, horas depois. O provável time é o seguinte: Navarro; Díaz, Angeleri, Caruzzo e Rojas; Mussis; Cerrutti (Bota), Ortigoza, Belluschi e Merlini; Blandi.
























E MAIS: