Após derrota na Copa do Mundo, técnico do Japão revela: 'Sinto-me arrependido'

Técnico do Japão Moriyasu (Foto: Philip Fong/ AFP)


O Japão deixou escapar a classificação adiantada para as oitavas neste domingo com a derrota por 1 a 0 para a Costa Rica. O técnico Moriyasu fez algumas alterações no time principal da equipe que venceu a Alemanha de virada na primeira rodada e falou sobre estas mudanças e da partida.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

- Com exceção do gol tomado, foi o jogo que eu esperava. Tivemos as chances, mas não conseguimos aproveitar. Lamento não termos vencido. Contra a Espanha vamos dar o nosso melhor e tentar de todas as formas limitar o seu potencial. Para os torcedores locais, acho que posso dizer que, com o apoio de muitas pessoas no Japão, sinto-me arrependido, mas espero que as pessoas fiquem felizes com o resultado na terceira partida - disse o técnico.

O próximo confronto dos japoneses é contra a Espanha, na próxima quinta-feira, às 16h (de Brasília). O técnico japonês afirmou que irá assistir a partida da seleção espanhola contra a Alemanha neste domingo para montar uma estratégia.

- Vamos assistir ao jogo desta noite entre Espanha e Alemanha e vamos tentar prepará-lo da melhor maneira possível. - sinalizou Moriyasu.

+ Confira a tabela da Copa do Mundo

Kubo, meia da seleção, também falou sobre a derrota para a Costa Rica. O jogador ainda projetou o duelo contra a Espanha.

- Não faz diferença. Só temos que ganhar a última partida, ganhar da Espanha. Foi um desvio de rota, precisamos vencer a última partida. Será um jogo muito difícil diante da Espanha, mas tenho certeza que entraremos com muita vontade e tomara que conseguimos sair coma vitória. - afirmou Kubo.

Com o resultado, o Japão está na segunda colocação, atrás da Espanha e à frente da Costa Rica, mas todas com três pontos. A Alemanha fecha o grupo com zero. Vale ressaltar que os espanhóis e alemães se enfrentam ainda neste domingo.