Após críticas, Neto volta atrás e se une ao movimento 'Esporte pela Democracia'

Na última semana, o apresentador Neto havia criticado o movimento 'Esporte Pela Democracia', que une atletas e ex-atletas como oposição ao governo de Jair Bolsonaro, presando pelo sistema democrático, afirmando que os envolvidos "queriam aparecer". Entretanto, as coisas mudaram.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Nesta segunda-feira, Neto anunciou durante o programa "Os Donos da Bola" que, graças ao comentarista e membro do movimento Casagrande, ele agora faz parte do 'Esporte pela Democracia'.

Leia também:

- Eu dei um cacete nos caras do Esporte Pela Democracia porque não entendi muito bem. Obrigado, Casão. Eu estou no grupo. Eu entendi meio errado, mas que, democraticamente, a gente tem que entender isso de uma maneira legal. Eu faço parte também - afirmou.

Neto ainda afirmou que a sociedade precisa parar de ter preconceitos e que o movimento irá vencer sua luta.

- A gente tem que parar de ter preconceito. A gente tem que parar de ser racista. A gente tem que parar de ficar olhando as pessoas de uma forma diferente. Por isso que o Esporte pela Democracia vai vencer tudo isso aí - concluiu.

O movimento 'Esporte Pela Democracia' une nomes conhecidos como Joanna Maranhão, Grafite e Walter Casagrande.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também