Após Corinthians ser goleado em clássico, Mancini afirma: 'Vai ter reação'

Fábio Lázaro
·2 minuto de leitura


A vexatória goleada por 4 a 0 sofrida pelo Corinthians no Dérbi contra o Palmeiras, nesta segunda-feira (18), pelo jogo atrasado da 28ª rodada do Campeonato Brasileiro, exige ao elenco do Timão uma pronta recuperação, o que vai acontecer, pelo menos é o que garante o técnico Vágner Mancini.

O treinador corintiano reconheceu as falhas que fizeram com que o seu time fosse derrotado e afirmou que ajustes serão feitos para que elas não se repitam.

- A nossa leitura de jogo não foi boa hoje. Isso acontece? Acontece. Mas não pode acontecer contra um time rival, contra um time tecnicamente mais consistente. Nós demos oportunidades, marcamos mal, foi pior que o 5 a 1 do Flamengo. Como sempre digo: serão feitos ajustes. Não vou citar nome de ninguém, porque todo mundo perde junto, eu também fui mal hoje, os atletas foram mal, a coletividade do Corinthians foi mal. O mais importante é reagir, e vai ter reação - disse Mancini em entrevista coletiva virtual após o clássico.

> Veja a classificação do Brasileirão e simule os próximos jogos

O comandante corintiano até considera que os primeiros 20 minutos da equipe foram bons, mas que justamente esse trecho positivo no jogo fez com que os jogadores lessem mal a partida e se equivocassem na forma de marcação, algo que custou caro no decorrer do confronto.

- Acho que até o começo do jogo, aos 20, 25 minutos, onde a gente teve uma supremacia na partida, acabou influenciando decisivamente para que a gente adotasse uma postura de marcar o centro do campo, o que custou caro - pontuou Vágner Mancini.

Ainda que tenha sido goleado pelo arquirrival, o técnico do Timão mantém vivo o sonho por uma vaga na próxima edição da Libertadores. Quando assumiu o clube, em outubro, o profissional tinha como meta a fuga contra o rebaixamento, mas a recente boa sequência, interrompida pelo revés diante o Alviverde, fez com que Mancini e companhia sonhassem mais alto.

- Eu não mudei o meu foco, não é uma pedra que encontramos a frente, um obstáculo, que vai fazer que a gente muda o foco ou a que a gente desista. Ainda temos 27 pontos em disputa e vamos atrás da vaga na Libertadores. Lá atrás era um outro objetivo, a partir do momento que conseguimos vitórias em sequência, a gente passou a olhar um outro foco, um outro objetivo. A gente não vai desistir dele não, por mais difícil que seja a derrota de hoje, por mais que a gente sinta, e nós sabemos que a nossa torcia também está muito chateada hoje. Daqui pra frente é focar ainda mais, nos concentrar, para que isso não volte a acontecer - comentou o técnico.

E a reação do Corinthians já precisa começar nesta quinta-feira (21), quando o Timão recebe o Sport, pela 31ª rodada do Brasileirão, na Neo Química Arena, às 21h. A equipe de Parque São Jorge tem 42 pontos no campeonato nacional e é a nona colocada.