Após contrariar dono do time, Valentim deixa o Pyramids

Folhapress
Valentim enquanto comandava o Botafogo (MAURO PIMENTEL/AFP/Getty Images)

Alberto Valentim

Valentim enquanto comandava o Botafogo (MAURO PIMENTEL/AFP/Getty Images)

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Recém-chegado ao Pyramids, o técnico Alberto Valentim está fora do time egípcio por causa de um atrito com o dono do clube, que é o presidente da Autoridade Geral Esportiva da Arábia Saudita.

Você já viu o novo app do Yahoo Esportes? Baixe agora!

A informação publicada pelo UOL foi confirmada pela reportagem. Valentim e seus auxiliares negociam agora as bases de rescisão dos contratos.

O treinador brasileiro contrariou o dirigente do clube, que tentou barrar o atacante Ribamar da equipe.

Na rápida passagem pelo Pyramids, Alberto Valentim acumulou duas vitórias e um empate no comando da equipe.

O atrito com Turki al-Sheikh, bilionário saudita que comprou o clube em junho, começou antes da partida contra o El Geish, na terça-feira (14). Antes do duelo, o dono do clube determinou que o treinador brasileiro deixasse Ribamar no banco de reservas. Contrariado, Alberto Valentim manteve o atleta brasileiro no time.

Ribamar correspondeu às expectativas do treinador ao marcar dois gols na vitória por 2 a 1. A situação, porém, irritou o ministro. Ele, então, decidiu demitir o ex-técnico do Botafogo e do Palmeiras.

Antes da concretização da saída, o treinador buscou garantir o dinheiro da rescisão, assim como toda a comissão técnica, que conta, por exemplo, com o preparador físico Ricardo Henriques. Além de outros auxiliares.

Campeão carioca deste ano, o treinador deixou o Botafogo no dia 19 de junho de maneira inesperada.

Além dele, o Pyramids contratou cinco brasileiros durante a janela de transferências: Keno, Rodriguinho, Ribamar e Carlos Eduardo. O atacante Arthur Caike, ex-Chapecoense, chegou a fazer parte da pré-temporada, mas acertou com o Al Shabab, da Arábia Saudita.

Após a saída de Valentim, o Pyramids também decidiu emprestar atacante Ribamar, personagem central da divergência.

O ex-jogador de Botafogo e Atlético-MG assinou contrato de três anos com o clube egípcio em junho passado.

Leia mais:
Antes do Inter, Guerrero se ofereceu ao Corinthians
Jogador entra em campo com arma e atira contra torcida
Dez anos após ouro, Cielo relembra tensão na final

2 minutos com Nicola – Palmeiras busca parceria com bilionário japonês

Leia também