Após contradições, Daniel Alves pede para dar novo depoimento à Justiça espanhola

Daniel Alves foi preso na última sexta-feira (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)


Preso desde a última sexta acusado de assédio sexual contra uma mulher em Barcelona, Daniel Alves teria pedido para realizar um novo depoimento à Justiça. De acordo com a rádio 'Cadena SER', a solicitação foi feita pelo jogador de 39 anos neste domingo.

Daniel fez o pedido após ter dado declarações diferentes sobre o caso nas últimas semanas. À imprensa espanhola, o brasileiro alegou que não conhecia a mulher e que estava só 'dançando e curtindo' na festa. À Justiça, contudo, alegou que a relação com a mulher foi 'consensual'.

+ Daniel Alves tentou esconder sua identidade em conversa com vítima de estupro na boate, diz jornal

Daniel Alves negou as acusações da mulher, mas admitiu as relações sexuais com a mesma. Já a vítima teria sido 'contundente' em todos os depoimentos e não teria alterado nenhuma versão. O jogador brasileiro segue preso na delegacia de Brians I, na Catalunha.

+ Imagens de boate apontam que Daniel Alves ficou com mulher no banheiro durante 15 minutos

ENTENDA O CASO
Uma mulher acusou Daniel Alves de assédio sexual e estupro, na boate Sutton, na Catalunha, no dia 30 de dezembro. Segundo o "El Periódico", o jogador teria colocado a mão da mulher em seu pênis e, logo depois, a levado a um banheiro da casa de show. No local, o atleta de 39 anos a teria violentado. Nesta sexta, o jogador foi preso preventivamente.

Em contato com o LANCE!, logo após a divulgação do caso, a assessoria do jogador negou as informações. O brasileiro também rechaçou o ocorrido à imprensa espanhola. O estafe do atleta também afirmou que o empresário, FranSérgio, e o advogado de Daniel Alves viajaram na última sexta para Barcelona para acompanhar o ocorrido.