Após compra de Caio Paulista, veja quais jogadores estão em fim de contrato com o Fluminense

·3 minuto de leitura


O Fluminense acertou a compra definitiva do atacante Caio Paulista, uma das prioridades do clube para este segundo semestre do ano. Além dele, outros seis jogadores do atual elenco tem contratos acabando em dezembro de 2021. São eles: Abel Hernández, Nene, Egídio, Hudson e Raúl Bobadilla. O caso de Wellington é diferente. Veja a seguir a situação de cada um deles.

Contratado para a atual temporada, Abel assinou em definitivo até o fim do ano com opção de renovação para 2022. Reserva de Fred, o jogador vinha tendo uma boa sequência e foi importante para Roger Machado. No entanto, acabou perdendo espaço com Marcão e, na ausência do camisa 9, quem ganhou a vaga como titular foi Raúl Bobadilla.

Veja a tabela do Brasileirão

​Já Nene vive momento de incerteza. Antes titular absoluto, ele perdeu espaço ainda com Roger Machado e chegou a ser a terceira opção, atrás de Ganso, que se lesionou quando escalado como titular. Ele ainda não foi procurado para renovar o vínculo. Em entrevista ao L! em julho, o meia expressou a vontade de permanecer, disse que quer jogar mais dois ou três anos e esperava iniciar as conversas após as quartas da Libertadores e da Copa do Brasil.

Titular na lateral-esquerda, o contestado Egídio também tem contrato apenas até dezembro. Aos 35 anos, o jogador se sente bem no Tricolor, onde fez 36 jogos na temporada, um gol e deu três assistências.

No caso de Hudson, a renovação do contrato já estava acertada entre Fluminense e São Paulo no início do ano, acontecendo logo que a temporada passada terminou. O jogador, porém, teve uma grave lesão no início de maio, passou por cirurgia e segue fazendo tratamento. O L! apurou que a expectativa é que ele volte a correr no campo apenas em outubro, quando chega a quatro meses e meio do procedimento. Nesse período, o Tricolor foi ao mercado (e segue atento por oportunidades na posição).

Último do pacotão de reforços no início da Libertadores a ser anunciado, Raúl Bobadilla vinha tendo pouco espaço no Fluminense. Ele assinou contrato de empréstimo até o fim deste ano, com opção de compra com valor fixado e aguarda para saber se será aproveitado. Com Marcão, o paraguaio vem ganhando mais oportunidades e pode ser importante nessa reta final.

WELLINGTON E SUB-23

O caso do volante Wellington é diferente. O contrato assinado acabou sendo por um ano, mas com cláusula de renovação por mais um caso ele fosse relacionado em uma porcentagem dos jogos da temporada. Era praticamente impossível de não ser batido. Das 49 vezes que o Fluminense jogou neste ano, o jogador entrou em campo 26 vezes e ficou no banco outras 18.

O Tricolor ainda tem certas mais 19 partidas do Brasileirão, além do jogo de volta da Copa do Brasil. Caso avance para as semifinais e finais, são mais quatro duelos. Assim, o jogador já atingiu mais de 60% dos confrontos e, portanto, é um nome para o planejamento de 2022.

Há outros jogadores do Sub-23 que já apareceram no profissional e também estão em fim de contrato. São eles o goleiro João Lopes, o atacante Lucas Barcelos e o volante Wiris. O time de Aspirantes, vale lembrar, está sem calendário após a eliminação precoce no Brasileirão da categoria.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos