Após completar um mês sem Willian, Sylvinho exalta Jô como opção para o ataque e elogia Luan no Corinthians

·4 min de leitura


Em 13 de outubro, Willian lesionou a coxa esquerda de forma mais grave já nos primeiros minutos da vitória por 1 a 0 do Corinthians sobre o Fluminense, na Neo Química Arena, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. Passados 31 dias daquela lesão, o Alvinegro bateu o Cuiabá por 3 a 2, na noite de sábado, em outro jogo em seu estádio, onde o técnico Sylvinho exaltou Jô e Luan, que ajudaram o time a vencer esta última partida e serviram como possíveis opções para substituir o meia-atacante durante este período de ausência do atleta.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!


GALERIA
> Veja até quando vai o contrato de cada jogador do Corinthians

Em entrevista coletiva concedida após o triunfo conquistado neste confronto válido pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro, o treinador comentou sobre estes dois nomes do seu elenco justamente ao ser questionado sobre a situação atual de Willian, que está em fase final de transição para o gramado depois de ter se recuperado da lesão no músculo posterior da coxa esquerda.

Perto de completar o prazo final de cinco semanas estipulado pelo departamento médico corintiano para o seu processo de reabilitação, ele poderá ser a principal novidade na lista de relacionados para o jogo contra o Flamengo, nesta quarta-feira, às 21h30, no Maracanã, pela 33ª rodada do Brasileirão. Neste sábado, porém, Sylvinho preferiu falar sobre Jô e Luan.

Jô foi escalado como titular neste duelo diante do Cuiabá e Luan, que vinha tendo poucas chances de atuar sob o comando do técnico, foi colocado em campo na etapa final da partida. E o primeiro destes jogadores foi exaltado pelo comandante como um atacante que vem conseguindo "potencializar" o futebol dos outros atletas que atuam ao seu lado na equipe alvinegra.

Com 34 anos, Jô já não tem mais o mesmo vigor físico do passado, mas vem funcionando bem como homem de referência no ataque, pois é o líder em assistências do Timão na temporada, com seis passes que resultaram em bolas nas redes, e ainda é o maior artilheiro na equipe no período, com nove gols.

- Quanto um atleta potencializa outro, você vai estudar. Tudo tem que trabalhar. Inspiração tem? Sim. Improvisação? Sim. Mas eu sou daqueles que 80% é preventivo, de suor, transpiração. A gente vê que o Jô potencializa, virou titular. Teve alguns problemas, de ordem muscular e pessoais, e não pôde estar em alguns jogos..., mas o Jô potencializa sim - disse Sylvinho, antes de ressaltar que o atacante precisou mudar o seu estilo de jogo para poder ajudar o time.

- É um momento importante dele. Um atleta que, conversando com ele, entendeu essa função de retenção (da bola atuando como um pivô), de oxigenar o time. Ele não é mais de profundidade, de apostar corrida. Hoje ele faz outra função. Ele aceitou e estamos felizes - reforçou o comandante.

SYLVINHO EXALTA LUAN COMO JOGADOR DE 'DOTES EXTRAORDINÁRIOS'

Antes considerado um dos principais jogadores do elenco alvinegro, Luan perdeu espaço na equipe principalmente após a chegada do quarteto de reforços composto por Willian, Giuliano, Renato Augusto e Róger Guedes. Meia de origem, ele viu a concorrência aumentar e percebeu que será complicado conquistar um lugar no meio-campo. Já no ataque, o jogador recentemente foi superado em um disputa com Jô por vaga na equipe, mas o empenho que vem sendo exibido pelo atleta para poder voltar ao time foi exaltado por Sylvinho.

- O Luan é um atleta que eu sempre disse. Ele foi um titular como falso 9, o time lutando em décimo (lugar do Brasileirão), oitavo, nono e a gente se sustentando. Externamente não era positivo e precisamos trabalhar. Em um momento o Luan perdeu essa vaga para o Jô, que teve mais retenção de bola, fazendo o time progredir no campo adversário. O Luan vem trabalhando sempre bem, nossa relação é muito boa, olhamos olho no olho. Quando jogar vai jogar, mas quando não jogar vamos olhar no olho e ser leal - disse Sylvinho.

E o comandante também fez questão de enaltecer a qualidade técnica de Luan. Ele está longe de viver um bom momento, mas o seu histórico vencedor de um passado não tão distante ainda o faz ter crédito com o treinador, que mantém fé de vê-lo brilhando pelo Timão. Em 2018, após ser decisivo para ajudar o Grêmio a conquistar a Libertadores de 2017, Luan chegou a ser eleito o melhor jogador da América do Sul na tradicional votação promovida pelo jornal El País.

– Damos as mesmas condições para todos e ele tem treinado muito bem, esperando sua oportunidade. Pode ser um falso 9, meio-campo, e pode jogar pelo lado esquerdo, falso também. Porque ele tem muita qualidade, pela carreira e por tudo que conquistou. Tem dotes técnicos extraordinários. Entrou (contra o Cuiabá), estou feliz por ele, a força do grupo. Fiquei feliz pela entrada e o quanto ele ajudou, incorporando tudo que ele quer. Nos ajudou muito no final do jogo - encerrou Sylvinho, logo após o Corinthians conquistar sua sexta vitória consecutiva em partidas como mandante neste Campeonato Brasileiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos