Após classificação na Libertadores, Cuca pede pé no chão, mas afirma: 'Santos sempre chega'

Fábio Lázaro
·1 minuto de leitura


O torcedor do Santos viveu uma noite mágica nesta terça-feira (16). Mas, ainda que o Peixe tenha goleado o Grêmio por 4 a 1, na Vila Belmiro, e se classificado às semifinais da Conmebol Libertadores, o técnico Cuca pede cautela para a sequência da competição.

No entanto, o treinador santista valoriza o feito e a camisa do Peixe na disputada competição continental. Cotado como franco atirador no início da competição, o Alvinegro já é um dos quatro melhores times da América do Sul na temporada.

- Santos sempre chega, mas é pé no chão. Vamos passar Natal e ano novo maravilhosos. Sabíamos que não lutaríamos pelo título do Brasileirão, mas que estaríamos na parte de cima. Nosso elenco não é para três competições, temos time ajustado e muitos meninos - disse o comandante santista em entrevista coletiva após a classificação.

Para Cuca, uma das grandes vitórias da campanha vai além dos resultados positivos, mas tem a ver com o amadurecimento do elenco, majoritariamente composto por jovens jogadores.

- Jogo de hoje nos transforma. Grêmio, Olimpia, LDU... Meninos estão se transformando em homens dentro do campo. É a maior conquista que temos - pontuou o técnico.

Com a classificação diante do Tricolor Gaúcho, o Santos volta às semifinais da Libertadores depois de oito anos. A última vez que o Alvinegro chegou a essa fase foi em 2012, quando foi eliminado pelo Corinthians, futuro campeão. O Peixe aguarda agora o confronto entre Racing e Boca Júniors para saber quem enfrenta na sequência do torneio continental. Nesta terça-feira (16), o time de Avellaneda venceu por 1 a 0, jogando em casa.