Após classificação às semifinais da Libertadores, Jean Mota declara: 'O que nos motiva é jogar no Santos'

Fábio Lázaro
·1 minuto de leitura


Jean Mota entrou no segundo tempo da vitória do Santos por 4 a 1 sobre o Grêmio, na noite da última quarta-feira (16), pela volta das quartas de final da Libertadores, e ainda foi o autor da assistência que sacramentou o resultado. Após a partida, o meia valorizou a instituição e o grupo fechado que colocou o Peixe entre os quatro melhores times da América do Sul na temporada.

- O que nos motiva todos os dias é a amizade que temos entre jogadores e comissão. Por todas dificuldades que passamos no ano precisávamos terminar esse ano bem. O que nos motiva é jogar no Santos, é saber que por mais que as pessoas de foram unanimamente pensem o contrário, nós temos chances de chegar a final e quem sabe ser campeão - afirmou o meia via assessoria.

O atleta ainda exaltou o trabalho geral, que fez de um Santos classificado a um semifinalista da Libertadores, e mostrou otimismo, mas com pé no chão, quanto a uma possibilidade de título, algo que o Peixe não vence há nove anos.

- Isso é fruto do nosso trabalho, de acreditar que é possível. Vestimos a camisa do Santos FC que é um clube mundialmente conhecido. Por tudo que passamos esse ano, esse jogo vai ficar marcado na história , porém sabemos que faltam ainda três jogos para o título e devemos nos preparar ainda mais, para aí sim ser lembrado por esse jogo e os outros que foram difíceis e também vencemos - disse Jean.

No Peixe desde 2016, Mota tem 30 jogos nesta temporada e um gol marcado, esse justamente na competição continental, dando a vitória por 2 a 1 diante do Delfin (EQU), no dia 24 de setembro, na cidade Manta, pela quarta rodada do grupo G.